Pretensões e Desabafos

Novos tempos

Em fevereiro desse ano eu escrevi esse post aqui contando como estava sendo a nossa experiência com uma au pair em casa (para quem não sabe uma au pair é, em teoria, uma estudante de intercâmbio que trabalha e vive com uma família, cuidando das crianças, em troca de salário e acomodação).

Na época a Olivia estava com a gente há mais de um ano. 

De lá para cá, ou melhor, de algumas semanas para cá as coisas mudaram bastante e eu resolvi vir aqui contar como estamos agora.

Em primeiro lugar, precisamos mudar o esquema de trabalho da Olivia porque com a vinda da minha mãe para Dublin (ainda esse mês) nós precisaríamos que ela desocupasse o quarto que ela ocupava na nossa casa. Ou seja, ela deixaria de ser uma au pair para ser o que a gente chama de childminder (uma cuidadora) e para isso precisaríamos aumentar o salário dela (o salário de uma au pair é mais baixo por causa dos descontos de acomodação e alimentação). Isso, claro, se ela ainda quisesse continuar trabalhando para nós.

Ao mesmo tempo ela já estava para começar um curso superior e por isso teria que trabalhar menos horas durante a semana. Ela também tinha planos de se mudar para uma casa com o namorado então esse novo esquema funcionaria tanto para nós quanto para ela.

Com tudo acertado Olivia se mudou e passou a trabalhar somente 15 horas semanais, divididas entre quintas e sextas-feiras.

Nos primeiros dias as crianças estranharam muito as duas coisas: ela não estar com eles todos os dias e não estar em casa. Afinal para eles ela sempre fez parte da família. Elena, por exemplo, não tem nenhuma lembrança de vida antes da Olivia começar a viver conosco. O quarto, por exemplo, que está vazio hå algumas semanas, ainda é “o quarto da Olivia”.

Agora eles se acostumaram mas continuam perguntando qual dia ela vem. Na quinta-feira de manhã, quando eu conto que ela virá, já começa uma festa. Quando ela chega então, as meninas, principalmente, grudam nela e esquecem completamente da minha existência.

Eu já me acostumei a estar sozinha com eles de segunda até quarta. Os dias são cheios, corridos e muito cansativos, mas estar em casa com eles foi uma escolha minha e estou muito feliz. O fato de contar com ajuda nos outros dias da semana deixa tudo menos complicado. É um alivio saber que depois do caos do inicio da semana eu tenho tempo para fazer outras coisas.

Entre elas, matar a saudade que eu também sinto dela.

N. 

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

5 Comments

38 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
October 4, 2017
Next Post
October 4, 2017

5 Comments

  • Olívia

    É diferente, né? Nem me acostumei ainda a não vê-los sempre. Vocês sempre falam que sou parte da família de vocês, mas será que eu já falei que vocês também fazem parte da minha? Não me sinto muito sozinha, pois minha família cresceu nesse país frio. Fico feliz de poder vê-los pelo menos dois dias por semana. Ainda assim não é a mesma coisa, queria poder ainda estar presente no dia a dia (em datas comemorativas então?!? Nem fale!), poder perguntar todos os dias como vocês estão vendo vocês e conversar, falar bobagem. Mas a vida é assim, as rotinas mudam, pessoas vem e vão. Apenas quero que saiba que não importa aonde eu esteja, eu estarei aqui para vocês. Podem sempre contar comigo, afinal, família é pra sempre. Amo você, o Ian, o Erik, a Elena e a Lia (e a Colette e o Tom)! ♥

  • grace

    Que bom que deu certo e ficou bom para vocês e para ela!
    Beijo

  • Carol

    Eu fui Au Pair por dois anos e acho tão lindo o carinho que vocês têm pela Olívia. Que vocês se acostumem logo com com a nova rotina! Beijos!

  • Agatha

    Obrigada seus artigos como sempre muito bons.
    Parabéns já estou ansiosa pelo próximo artigo.
    Beijos.

  • gortehe

    Que bom ela ter um bom relacionamento com toda a família especialmente com o sseus filhos,que é o mais importante, vejo que é uma experi~encia que deu certo . Parabéns

Leave a Reply

Related Posts