quem, eu?

Sou a Nivea, assim mesmo, igualzinho ao creme. Trinta e poucos anos, moro em Dublin, na Irlanda, onde me escondo do sol.

Escrevo mais do que falo, reclamo mais do que escrevo. Um pouco pessimista, um tanto quanto azeda, acredito totalmente no poder do amaciante de roupa e do vanish. Sou historiadora por formação, professora de lingua inglesa por vocação, e dona-da-casa por opção. Toda trabalhada num jeito Amélia de ser, a-do-ro um supermercado e ganhar presente para a casa. Sou do tipo que passa roupa e tudo mais, tá pensando o quê? Mas sou tão obcecada que passo tudo em degradê (alguém falou em TOC?).

Até os 30 nunca tinha quebrado um ovo (não é exagero, não, apesar de eu ser exageradíssima). Hoje quero virar confeiteira e abrir minha própria sweeteria (que recentemente foi batizada, um luxo só)

Sou mãe de um filhote de irlandês, um pequeno viking do cabelo vermelho de água de salsicha. Adoro ser mãe, quase todos os dias, menos às sextas-feiras quando meu babóg vai para a creche. Aí eu gosto mesmo é de ficar sozinha. E menos também quando ele está de mau-humor, ou quando eu estou de mau-humor, ou quando estou muito cansada, ou quando ele está com fogo na fralda… Resumindo, tem dias que quero enfiar ele de volta de onde saiu e tem outros que quero mais é um time de rugby em casa, todos de cabelo vermelho, me deixando louca (mas essa vontade passa tão rápido quanto o verão aqui na Irlanda).

Sou metódica, organizada, odeio falar ao telefone, gosto de livrarias e bibliotecas, não ando de salto alto nem de bicicleta, tenho pouca sanidade mental (sim, preciso de pílulas para ser feliz e de terapia), mas no fundo não sou de todo má.

Só quando eu quero.

N.

PS. Sabe que em tantos anos de blog eu nunca tinha me apresentado, assim oficialmente? Esse texto foi criado na verdade para o novo blog que ainda está em construção, mas porquê não publicá-lo aqui e agora?

13 Comments

  • Denis Marden

    Ola Nivea só não vou dar nem bom dia, nem boa tarde nem boa noite porque não me ligo em fuso horário mas aqui no Brasil é dia, gostaria de pedir um favor a você, sou um cara apaixonado e vou fazer um ano de casado em março e gostaria de fazer uma surpresa para minha mulher ela sempre fica na duvida se eu a amo e eu que queria de alguma forma mostrar isso para ela e pensando nisso queria mostrar que só quem não sabe que eu a amo é ela mesma, minha ideia é a seguinte…
    …Quero fazer um video mostrando fotos de pessoas pelo mundo mostrando um papel ou cartas com o seguinte dizer : Lulu todos aqui “Nome do lugar ” sabem que o Denis te ama.
    Por favor se você puder me mandar uma foto sua nem precisa mostrar o rosto se não quiser ai onde você está com esses dizeres eu agradeço , to com o tempo um pouco apertado mas sei que vai dar certo.
    email para envio das fotos: denismarden@gmail.com
    Att. Denis Marden

  • Marco Libardi

    Oi Nivea, td bem? Vou ser breve e espero q possa me ajudar!
    Morei um tempo em dublin e hj estou vivendo novamente no Brasil. Consegui cidadania italiana e tenho uma filha de 1 ano e 4 meses. Minha mulher, filha e eu estamos pensando em viver na Irlanda, oq vc pode me falar sobre a educação infantil das escolas irlandesas?ja q eu li q vc tem filho pequeno.
    Me ajude pf, procuro essas informações mas não encontro nada na internet.

    Obrigado

  • Ayla Nascimento

    Olá Nivea, estou admirada com seu blog. Somos parecidas em algumas coisas: também escrevo mais do que falo, sou organizada, sou dona de casa, odeio falar no telefone, brasileira e estou gravida de uma menina que se chamara Helena! 🙂
    Sua Elena é linda, uma fofura! Quero te parabenizar pelo blog e te desejar tudo de bom! Deus te abençõe. Bjs

  • LAYS

    ola Nivea !!! td bem com vc e sua familia ? li muitos e muitos posts seus e AMEI !!!!! todos !!!!
    Ainda este ano iremos morar por um tempo , anos, em dublin ou londres. Ai temos um filho de 3 anos. Assim tenho muitas duvidas quanto a escola, idioma, adaptação ao frio, chuvas, lingua na escola, dialogo com professores etc. Ainda fico mais que preocupada com medico e PS. Ai td paga , alem de ir só em casos extremos… pois é. Meu filho de 3 anos, tem asma e agora vai operar do ouvido por causas das otites de repetição. Ja tomou muitos e muitos antibioticos e vive em médicos….. vc sabe né. Como seria morar ai, com ele assim, sera que o frio e o clima ele vai piorar ? ele toma 7 remedios, sera que consigo ir nos medicos p comprar os remedios q ele toma? muito medo…..
    me ajude se puder com suas experiencias …. um bj e obrigada. Lays

    • Nivea Sorensen

      Lays, eu sei que cada caso é único mas dá uma lida nos meus posts sobre homeopatia. Meu Erik tinha asma também e muitas infecções de ouvido. Ele pode estranhar o clima no início mas depois o organismo se acostuma. Um médico aqui vai medicar se preciso, vem com calma que dá tudo certo. x

  • Glaucia

    Olá Nivea. Não conhecia seu blog até hj. Minha amiga me enviou e estou me divertindo muito. Eu tenho um filho chamado Lucca. Nasceu aqui na Irlanda tbm. É muito bom ser mãe. Me identifiquei muito com os seus posts, o jeito de lidar com os filhos, a franqueza principalmente. Ansiosa para ler mais 🙂 Um super abraço

  • Dani

    Oi Nivea, amando o seu blog! Já a seguia, mas não lia nada sobre vc! rsrsrs…era só seguidora! rsrs…Sabia que tinha uma filha chamada Elena. Nem sabia que tinha o Erik e que muito menos morava na Irlanda.haha, Que seguidora é essa né? kkk Te descobri através de uma menina que sigo no instagam que tbm mora na Irlnda e daí começei a seguir vc tbm…Eu gostaria de saber por que o nome do seu blog é Que seja Doce? Um bj

    • Nivea Sorensen

      Dani, obrigada. “Que Seja Doce” vem de um texto do Caio Fernando Abreu, “Os Dragões Não Conhecem o Paraiso”. O Caio é meu escritor brasileiro preferido.

  • Tatiana

    Olá Nivea, tudo bem? Te acompanho há muito tempo e amo seu jeito de escrever. Recentemente tenho precisado lidar com a depressao e gostaria muito de trocar figurinhas. Não é nada fácil e me sinto super sozinha porque parece um super mito né? Se puder me escrever, vamos falando!

  • Juliana

    Olá, Nívea querida,
    Venho acompanhando seu blog faz tempo e me identifico muito com suas postagens e também já passei por muitos processos depressivos.
    Uma coisa que me ocorreu te perguntar e, talvez você me ache meio invasiva, mas como foi seu processo de imigração pra Irlanda e quanto à questão de tratamentos e medicação?
    Morro de vontade de imigrar, mas como tenho esta “dependência” com relação a tratamentos e consultas médicas, queria saber e se você estiver disposta, mais como funciona esta questão por aí?
    Muitíssimo obrigada.
    Um beijo grande

Leave a Reply