Livros

Amélia Letrada (Março e Abril)

Você sabe, estive de férias no Brasil na metade de março e de abril e não consegui ler tanto quanto gostaria. Aliás, li menos do que nesse mês que ainda está começando e bem menos do que em Fevereiro.

Mas para não quebrar a tradição, os três livros lidos nos dois meses viraram um post só. O primeiro nem deve ter sido lançado no Brasil, mas o segundo me foi super recomendado e acho que muita gente leu (se leu me conta o que achou?). Já o terceiro, se bobear, vira polêmica.

***

MOB Rule, Lessons Learned by a Mother of Boys (Hannah Evans)

A Hanna Evans escreve sobre a vida como mãe de 3 meninos, todos pequenos e terríveis (no sentido menino de ser). Era para ser engraçado, tinha potencial, tem até um ou outro parágrafos que me fizeram sorrir, mas no geral me desapontou. Blagh é o melhor adjetivo que eu consigo usar para descrever o livro (que eu insisti em ler até o final porque eu desisto de tudo antes de desistir de um livro). Parece alface, não cheira, não fede, não tem gosto, não serve pra nada a não ser fazer volume no prato (nesse caso na estante).

Watermelon (Marian Keyes)

Claire Walsh achou que tinha tudo na vida: a casa, o marido, o bebê – tudo sob controle, até que seu marido confessa que teve um caso com a vizinha e que vai abandoná-la. Tudo isso no dia do nascimento da primeira filha do casal. Claire é obrigada a voltar para casa dos pais, em Dublin, e recomeçar sua vida.

A Marian Keyes é aquela escritora que eu quero muito gostar. Primeiro porque ela é escritora (e só isso basta para se gostar de alguém) segundo porque ela mora em Dublin, porque nasceu em Limerick, porque teve depressão (e sobreviveu, e fala abertamente sobre o assunto), porque escreveu um livro de receitas, por razões mil.

Eu sinceramente achei que Watermelon (Melância), um dos títulos mais famosos dela e o primeiro da série da família Walsh, me viciaria, me faria sair do sofá direto para a livraria mais próxima (ou para a Amazon) para comprar todos os outros, que eu ia virar fã número um, que ia fazer plantão na porta da casa dela e, aloca, achar que a gente deveria ser Best Friends Forever.

E não foi tudo isso. Não foi amor à primeira lida. De novo, achei meio blágh. Verdade que serviu o propósito de ser algo bem leve para ler no avião, na única meia-hora que E. dormiu, e tinha cara de livro de férias. Só que não achei engraçado como achei que seria e levei muito tempo para terminar porque não me prendeu o suficiente.

Mas e eu desisto? Ainda não. Tenho outros três livros dela, novinhos, esperando para serem lidos, mas resolvi que quero ler todos em ordem cronológica. O próximo? Lucy Sullivan is Getting Married (Casório?!) que eu ainda não tenho.

Mas ó, tem tanto livro na minha cabeceira esses dias, que só daqui um mês ou dois vou dar uma segunda (na verdade terceira), chance para a Marian.

Nana, Nenê – Como resolver o problema de insônia do seu filho (Eduard Stivill e Sylvia de Béjar)

Sim, aquele método de deixar a criança chorar (por poucos minutos, é verdade) para que ela aprenda a dormir sozinha. Foi presente de uma amiga da minha irmã e, mesmo achando que não ia ajudar (já tinha ouvido falar a respeito), acabei por ler. Talvez ajude nos casos em que a criança não pega no sono sozinha (e por isso quando acorda de madrugada chora) mas como esse não é o nosso caso realmente não encontrei nenhum conselho que valesse à pena.

E já que o assunto é o maior problema que a gente têm hoje em dia em casa, acabei comprando outros dois livros recomendados que ainda não comecei e devem aparecer por aqui em breve.

***

E você anda lendo o quê?

N.

36 Comments

38 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
May 9, 2013
Next Post
May 9, 2013

36 Comments

  • Tatiane Mafra

    Nivea, eu li Melancia porque parecia que o livro estava me perseguindo: entrava no site de alguma livraria, lá estava ele em promoção, a cada vez que ia em um sebo que frequento, dava de cara com vários exemplares (isto devia ter me servido de alerta, aparentemente todo mundo se livra dele!), até que resolvi comprá-lo e só consegui chegar ao fim naquele esquema “lê um parágrafo e pula três”. Meses depois dei outra chance a Marian Keyes (acho ela simpática, sabe?) e li Férias. A melhor palavra para descrevê-lo também é blagh! Bj e boa semana de descanso pra vc!

    • Nivea Sorensen

      Tatiane, todo mundo parece ter adorado o Melancia e eu fiquei me perguntando por que só eu não tinha gostado.
      x

  • Mariana Spil

    Cada vez que leio seus posts de Amélia Letrada me sinto um pouco mais envergonhada. É que, sem filho nenhum ainda (nem cachorro, gato, papagaio, nem marido), me proponho a ler 12 livros por ano, chega maio e li quantos? Um e meio.

    • Nivea Sorensen

      Mariana,
      Eu passei por fases assim, mas ler para mim envolve um pouco de disciplina. Quanto mais eu leio, mais eu quero ler, e deixo sempre uma hora antes de dormir para fazer isso.
      x

  • Thais Bessa

    Amo amo amo amo Marian Keyes! Ja li todos os livros dela. E sao da categoria nao compro ebook, dela gosto de ter todos impressos, bonitoes na parede. Li alguns quando ainda morava no Brasil em portugues e a maioria em ingles.

    Os 2 melhores pra mim sao “Rachel’s holiday” e em primeirissimo lugar “Anybody out there?”. O casorio eh meio mais ou menos, pra ser sincera.

    Bjos

    • Nivea Sorensen

      Thais,
      Eu tenho um deles no iPad e nenhuma vontade de ler, gosto de ter o livro também. O primeiro dela que eu li, quando ainda morava no Brasil (sem saber quem ela era) foi o Anybody Out There. Na época não era o tipo de literatura que eu gostava mas mesmo assim gostei.
      x

  • katia

    Nivea, eu “detestei” esse livro “Nana nenê”.. achei um absurdo deixar a criança chorando… eu preferi muito mais a da encantadora de bebês.. que tem um “ciclo”, que consegui aplicar, tanto pra Carol, como pro Fê…
    Ultimamente tb tenho achado dificil encontrar um livro que me prenda a atenção, como eram por exemplo, os da Agatha Christie qdo eu era adolescente.. eu lia em 1 noite!
    Queria saber aonde vc arruma espaço pra guardar tanto livro!! rs rs

    bjos!

    • Nivea Sorensen

      Katia,
      Eu já comprei o da Encantadora de Bebês. Sabe que eu continuo lendo Agatha Christie? T
      Nesse momento não tem mais onde colocar livros. As estantes começam a ganhar uma camada extra de livros deitados por cima, sabe? Quando chega nesse ponto nós compramos outra estante, dessas finas só de livros, ou prateleiras. E assim vamos indo, até o dia que eu tiver um cômodo para fazer de biblioteca =)
      x

      • priscila santos

        eu tb ainda leio Agatha Christie…adoro!!! desculpe me intrometer……………

  • Didi

    Tanta correria que nem lembro se te falei: na Cultura (e salve salve a melhor livraria do mundo) tinha os 2 do Caio F. Abreu que você me indicou, mas como estava sem sinal no celular para ver qual era mesmo o melhor acabei comprando Os dragões não conhecem o paraíso. Estou mais da metade. Gostando, mas ainda não amando. Preciso voltar à livraria esta semana para comprar umas encomendas para a minha prima e estou pensando seriamente em comprar o Morangos Mofados para ver se eu gosto muito mais.
    Obrigada pelas dicas.
    beijos

    • Nivea Sorensen

      Didi,
      Dá uma olhada antes de comprar se os contos do Morangos Mofados não são os mesmos dos Dragões. Ou melhor, lê um deles por lá mesmo. O Caio é meu escritor favorito mas conheço tanta gente que não gosta dele, que praticamente não recomendo, só para quem pede, como você.
      x

      • Didi

        Sabe que hoje li o conto Mel e Girassóis e amei muito. Mas pelo que percebi, na livraria porque folheei os dois, não são iguais não. Devo voltar hoje lá para comprar umas encomendas da minha prima e vou verificar. E, se diferentes, comprar. Eu gostei. Mas queria ler mais para gostar de vez ou entrar para mais na lista de oks.
        Obrigada pelas indicações.
        beijos

        • Nivea Sorensen

          Depois me conta?
          PS só esses dias consegui as fotos, vou mandar pra você esse fds.
          x

  • Laura

    Nivea, sempre acompanho seu blog mas nunca tinha comentado 🙂
    Sobre a Marian Keyes, ela tem seus altos e baixos. “Casório?” é o pior livro dela. Leia “A Estrela mais Brilhante do Céu”, “Férias”, T”em alguém aí?”, “Cheio de Charme”,… são os melhores… “Los Angeles”, “Casorio” são os mais chatinhos, “Sushi” e “É Agora ou nunca” são medianos.
    Marian é uma das minhas escritoras preferidas, porque mesmo tendo seus altos e baixos, quando os livros dela são bons, são daqueles que a gente ama de paixão!

    beijão

  • Katia

    Oi Nivea,

    Tenho um bebe de 10 meses que nao dorme bem, mas nada comparado ao Erick. Eu ja li varios livros relacionados a maternidade, bebes e pra ser sincera nao terminei nenhum deles.

    Eles nao sao totalmente inutieis( peguei varias dicas de rotina ), mas com excecao de
    um ou outro capitulo, sao todos repetitivos. Entao pra dizer a verdade, nem comento mais que o Marcus nao dorme bem, porque sempre me oferecem mais livros sobre bebes pra ler e eu nao estou interessada.

    Apos 10 meses amamentando e sendo mae- integral( usando todas as licencas do trabalho) ja enchi o saco de ler sobre bebes, nas minhas poucas horas de tempo livre quando nao estou cuidando de um.

    Estou no segundo livro da trilogia que comeca com Hunger games. Recomendo!

    Beijos e muita paciencia ate essa fase do Erick passar!
    Katia

  • Tarsila

    Oi Nivea,

    Tudo bem? Espero que apesar da agitação com o Erik que você esteja melhor. 🙂
    Atualmente estou lendo a série de livros Anita Blake (the Vampire Hunter series), da Laurell K Hamilton. Não são maravilhosos (so far), mas a cada livro a coisa fica melhor. Como gosto bastante de coisas sobrenaturais e policiais a série fits the bill. 🙂

  • Dani Rabelo

    áááhhhhhh eu adorei melancia (shame on me????), mas adorei mesmo! Adorei, adorei, adorei! Não sei se li na época certa (fim da adolescência, talvez? Mas adorei, amei! Comprei todos os outros, mas não teve nenhum que eu gostasse tanto quanto melancia.
    “Férias” eu curti mais ou menos.

    Quanto ao Nana Nenê: eu apliquei na Laura, quando ela tinha 3 meses, exatamente do mesmo jeito que ele diz no livro e deu super certo. Laura chorou muito pouco (o suficiente para eu ficar com vontade de vomitar, tremendo na porta do quarto) e dois dias depois, dormia sozinha, numa boa. Aos 5 meses, lembro-me de acordar com o barulho dela e ligar a babá eletrônica, ver que ela estava acordada às 4h da manhã brincando sozinha no berço e voltava a dormir sozinha, eu não tinha um pingo de trabalho com ela. Nunca tive, até os 13 meses, quando nenhum Nana Nenê no mundo funcionaria.
    Não me arrependo e não critico quem o faça (ou quem não o faça). Cada um, é um.

    Beijos e bom descanso para vcs nesses dias! =)

    • Nivea Sorensen

      Dani,
      Eu também não tenho nenhuma crítica a quem utiliza o método. Eu mesmo não achei nada demais. A criança não fica ali chorando a noite inteira, né?
      x

  • grace

    Oi Ni, sempre passo por aqui mas correndo tanto e nem sempre com alguma coisa pra te acrescentar que nem escrevo… Mas hoje me deu vontade de dizer um oi, e imagino que está sentindo a falta do E. mas ó, aproveita bastante, eu faço isso de vez em quando e acho que dá uma oxigenada na gente… e isso q eu durmo muito bem (GRAÇAS A DEUS).
    Beijo grande!

  • Cintia

    Eu li o Melancia e lembro de ter gostado. Mas meio bleh mesmo. E me diz, dos livros que voce ja leu sobre as dormidas dos pequenos, tem algum que voce gostou?

    • Nivea Sorensen

      Cintia, por enquanto só li esse mas já comprei outros dois, da Tracy Hoggs e da Elisabeth Pantley. x

  • priscila santos

    Ola Nivs!!!
    Tambem adoro ler…….acabei de ler o Nada dura para sempre do Sidney Sheldon e ja engatei um outro titulo dele: Se houver amanha……. gostei muito do primeiro e estou gostando deste tambem……
    beijos

    • Nivea Sorensen

      Pri, eu nunca li Sidney Sheldon. Será que vou gostar? Fiquei curiosa x

      • Priscila Santos

        Nivs, acho que vc ira gostar sim…….tem uma mistura de suspense com romance e drama……ate agora tenho gostado!!! beijos

  • Fernanda

    Falando em livros e aviões, eu aproveito para te pedir uma recomendação literária para quem tem medo de voar.
    Shame, sim, sou eu =(

    Não que seja o seu caso, mas talvez saiba de algo por ter viajado tantas vezes em longas distâncias e conhecer muita gente que também já o fez.

    Antes eu até tinha um pouco de vergonha de admitir (pura bobeira), mas isso está me prejudicando mesmo, tanto que passei maus bocados no voo de pouco mais de uma hora até Goiânia, na segunda.

    Estou a ponto de procurar terapia =(

    • Nivea Sorensen

      Fernanda,
      Eu nunca li nada nesse sentido, mas meu marido e minha irmã sofrem com esse problema e eu sei o quanto é difícil. Sei que o I. tem alguma coisa aqui no meio dos livros deles, vou procurar saber se ele gostou ou se ajudou em alguma coisa para te indicar.
      x

  • Bruna Dalfré

    Oi Nívea!!
    Eu quero ler o “Melância”, vou ver se consigo começar ele esse mês!
    Eu terminei o “Procura-se um Marido” de Carina Rissi, até que gostei, a narrativa é leve e engraçada. Agora estou iniciando “A Sociedade dos Filhos Órfãos” de Sergio Sinay, é uma crítica ao modelo social em que vivemos, estou gostando!
    Beijoss

Leave a Reply

Related Posts