Livros

Lidos { Janeiro/2018 }

Esse ano não estabeleci nenhuma meta de leitura e nem estou participando de nenhum desafio literário, mas me propus a registrar tudo o que eu ler durante o ano.

Nesse mês de Janeiro optei por ler coisas que tinha trazido na mala do Brasil na última visita (em outubro), presentes que ganhei de Natal, a escolha do mês do meu Clube do Livro, entre outras coisas.

Por que fazemos o que fazemos (Mario Sérgio Cortella)

O Mário Sérgio Cortella é filósofo e seus livros são no geral um convite à reflexão, nesse caso sobre o mundo do trabalho. Adorei a leitura e os questionamentos propostos pelo autor.

Por onde andam as pessoas interessantes? (Daniel Bovolento)

Dei de cara com esse livro de crônicas numa visita à Livraria Cultura, em São Paulo, e comprei sem saber nada a respeito. Gostei da premissa mas não gostei muito do livro. Fiquei com a sensação de que ele queria muito soar como o Caio Fernando Abreu, que é meu autor preferido (depois fui descobrir que essa era de fato uma inspiração) mas sem trazer nada de novo.

The end of the affair (Graham Greene)

Em portugues, “Fim de caso”. Li por indicação do meu marido, Ian. Uma estória sobre amizade, lealdade, ciúme. Achei fantástico, lindamente escrito. Poucas vezes li alguém descrever tão bem coisas abstratas como o Greene.

My lesbian experience with loneliness (Nagata Kabi)

Minha primeira vez lendo um Manga, de novo por indicação do Ian. Ele leu e me deu de presente, porque achou que eu me identificaria com a autora que também sofre de transtornos mentais. A história é autobiográfica e conta a experiência dela com sua sexualidade e saúde mental.

Viver em paz para morrer em paz (Mario Sérgio Cortella)

O livro começa com uma pergunta: “Se você não existisse, que falta faria?”. Foi o suficiente para me fazer querer ler e pensar bastante sobre o assunto. Não é uma discussão muito aprofundada, mas bastante provocativa.

Adulthood is a myth (Sarah Andersen)

Em português ganhou o título “Ninguém vira adulto de verdade”. Sao tirinhas da ilustradora Sarah Andersen, cujo trabalho eu já conhecia das redes sociais, também por causa do Ian que acha que ela é meu alter ego. Essa aí de baixo, por exemplo, é de fato a minha cara:

Big Mushy Happy Lump (Sarah Andersen)

“Uma bolota molenga e feliz”, segunda parte da coletânea de tirinhas mais fofas de toda a internet. Tanto esse quanto o primeiro foram presentes de Natal do Ian e eu amei ter na estante.

Pilulas de Bem-Estar (Daniel Martins de Barros)

Ele é psiquiatra e professor e reune nesse livro 84 dicas, cientificamente comprovadas, sobre como viver melhor. Esse é disparado o assunto que mais me interessa no momento e tenho lido muita coisa a respeito, talvez por isso não tenha visto nada de novo no livro do Dr. Daniel. Mesmo assim acho que o livro é uma boa introdução para quem quer saber mais sobre como se cuidar.

What Alice Forgot (Liane Moriarty)

“As Lembranças de Alice”, da mesma autora do livro “Big Little Lies” que inspirou a série de mesmo nome (e que eu ainda não vi). Esse foi o livro escolhido por uma das participantes do meu Clube do Livro para ser nossa leitura do mês de Janeiro. Não teria entrado na minha lista de lidos não fosse por isso, mas curti muito a leitura e a reflexão por trás da estória de uma mulher que acorda de um pequeno acidente sem nenhuma lembrança dos últimos 10 anos de vida. Já pensou se você esquecesse os 10 últimos anos da sua vida? Seria uma benção ou um castigo? Será que você aprenderia a dar mais valor à alguma coisa em particular e outras perderiam importância?

Me lembrou muito aquela música do Osvaldo Montenegro ” A Lista”:

“Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora
Hoje é do jeito que achou que seria?”

Enfim, me deixou até com vontade de ler outras livros da mesma autora.

Sharp Objects (Gillian Flynn)

“Objetos Cortantes”, em português. Outro livro da autora que ficou conhecida por “Garota Exemplar”. Esse vai virar série da HBO esse ano e foi o motivo por eu ter corrido para ler. Conta a estória de um repórter de Chicago que acaba de sair de um hospital psiquiátrico (onde tratava sua tendência a auto-mutilação) e é enviada a sua cidadezinha natal para investigar o assassinato de duas meninas pré-adolescentes. A narrativa não é tão bem construída como em “Garota Exemplar”, mas a trama é perturbadora e o final surpreendente. Gostei tanto que já tenho outro livro da mesma autora na minha lista de desejos.

Agora, aproveita que eu voltei a escrever e estou de volta com o blog, e me conta o que você leu de interessante no mês de Janeiro? Ou se leu algum desses divide comigo sua opinião?

N.

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

13 Comments

38 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
February 5, 2018
Next Post
February 5, 2018

13 Comments

  • Didi

    Eu to terminando O Conto da Aia, da Margareth Atwood. To amando. Indico.

    • Nivea Sorensen

      Eu li e colocaria entre as três melhores coisas que eu li no ano passado. xxx

  • Gabi

    Adorei Nívea! Esse ano estou correndo atrás da minha meta de ler mais, e ontem terminei o quinto livro. Estava atrás dos próximos, e já anotei vários dessa lista 🙂

  • Agláia

    Eu terminei de ler a autobiografia do Jô Soares. Amei, muito boa mesmo ! Falta a parte 2 agora, que ele ainda vai lançar.

  • Gabriela

    Gostei das suas leituras! Esse mês eu li O mundo pós aniversário (da mesma autora do livro Precisamos falar sobre Kevin), Um lugar na janela 2 (Martha Medeiros) e a trilogia de Maze Runner (hahaha #mejulgue)

  • Luciana Honigsztejn

    Eu li o novo da autora da Garota do trem: Into the Water
    Nao sei se vc gosta de Ken Follet, mas cada livro dele me enche de vontade de comprar outro. 🙂

    • Nivea Sorensen

      Eu li Into The Water também mas ainda não conheco Ken Follet. Vou procurar x

  • Fran

    Eu adoro as tirinhas da Sarah Andersen!
    E esse livro da Gillian eu devorei em um dia! hah já li todos dela e adoro… recomendo todos!

    Esse mês de janeiro eu li Boneco de Neve, um policial muito interessante, recomendo.
    Pântano de Sangue (estou relendo a série dos Karas), O Circo dos Sonhos e Frankenstein.

    Ni, você tem redes sociais de leitura? Adoraria acompanhar suas leituras por lá.

  • Alessandra Mosquera

    Estou lendo “Whar Alice Forgot” e estou gostando muito, é o meu terceiro livro desta autora. “Big Little Lies” eu gostei, mas fuja de “O Segredo do meu Marido”, uma bosta. Ah! Li também Truly Madly Guilty e gostei muito, mais que Big Little Lies.
    Você lê bastante rápido! Eu ñ consigo ler mais de dois por mês, rs.

  • Bruna Moraes

    Amei!!!

    Estou adorando visitar esse blog maravilhoso, sempre tem posts legais.

    Parabéns!!!

    Posso compartilhar esse post no meu facebook?

    Quero compartilhar com as minhas amigas!

Leave a Reply