Gravidez Pretensões e Desabafos

28 semanas e os 7 pecados virtuais

São 28 semanas agora e cheguei na fase que tenho que pensar (e às vezes olhar na agenda) antes de responder quando me perguntam quantas semanas são. Aliás, andei falando por aí que eram 29 semanas. Não que eu ache que mentindo elas vão passar mais depressa.

Enfim, antes da perda total de noção, que eu temo vá acontecer, resolvi criar uma lista de resoluções que eu gostaria de seguir depois do nascimento do babóg. Afinal de contas eu tenho uma vida virtual (blog, Facebook, Orkut, Twitter e sei-lá-mais-o-quê) e vou ter um filho. Achei que seria uma boa para o bem dos dois (e meu) criar minhas próprias regras, se não de etiqueta, pelo menos de bom senso.

Ou melhor, bom senso para mim. O que eu considero bom senso, ou bom gosto, não reflete nada além da minha opinião. O objetivo aqui não é criticar nenhuma mãe que optou por agir de forma diferente. Portanto, não se sintam ofendidas.

Eu, que sou chata sim, e adoro regras, vou evitar cometer os pecados abaixo:

1. Assinar “N., a mãe de E.”. Antes de ser mãe do E. eu era eu mesma, e que assim continue.

2. Mudar minha foto de profile pra uma foto do E. Ele não sou eu. Fotos de nós dois, talvez. De novo, fotos do babóg, não.

3. Criar um blog pra ele, ou deixar ele “escrever” por aqui. Bebês “escritores” me assustam. Claro, como boa parte da minha vida vai ser ocupada por ele, natural que muitas vezes ele seja o assunto principal.

4. Overdose de fotos no blog. Afinal isso aqui não é fotolog de bebê. Vou seguir aqui a mesma regra que eu tenho com Coca-Cola Zero: de vez em quando pode, todo dia não.

5. Não postar fotos que possam um dia, mesmo que daqui há muitos anos,  causar qualquer tipo de constrangimento para ele. Crianças em idade escolar podem ser bem cruéis. Com a privacidade do outro não se brinca e quando o outro é seu filho, cuidado redobrado.

6. Não postar 567 fotos diárias no Facebook. Sabe aquelas iguaizinhas, mas que a criança tá olhando 35º mais para a direita? Então, essas.

7. Ainda sobre fotos, passar longe das legendas “escritas” pelo bebê. “Olha como eu fico lindo de amarelo?”

Pronto. Agora é rezar para Nossa Senhora da Etiqueta Virtual para que eu não caia em tentação.

N.

8 Comments

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
January 26, 2011
Next Post
January 26, 2011

8 Comments

  • Cintia

    Sensacional!

    Penso igual, Nivea.

    Espero nao deixar de existir e passar a ser a mae-da-Sofia-que-apenas-vive-para-a-cria.

    Maternidade eh bela e precisa ser cultivada, mas espero saber diferenciar minha vida como a Cintia e a vida nova como mamae da miuda.

    Adorei! Otimo post!

  • Karina M.

    Ní,

    Adorei o post!
    É bem por aí mesmo! Vamos ser mães, mas continuaremos existindo.
    E também concordo que não é bom expor a criança.

    Beijos

  • nivea

    Cintia e Karina,

    Tomara que a gente consiga!
    Beijos nas duas,
    N.

  • ka smith

    Isso mesmo!
    Assino embaixo, mas é difícil ignorar uma parte grande da nossa vida, quem bloga sobre a vida e as opiniões, acaba blogando sobre os filhos, blog de criança eu não faria, mas sobre as crianças eu falo bastante! MAS não SÓ sobre elas!
    E viva o bom senso!

    P.s.: Um anônimo desocupado não sabendo da nossa “inimizade” gigante foi me cutucar por causa desse seu post…porque assim, né? justo HOJE coloquei legenda nas fotos da Chloe! hahahaha

    Nasci pecadora amiga, morrerei pecadora…

    beijo na pancinha

    • nivea

      Ka,

      Nao tenho mesmo a menor das intencoes de nao falar sobre ele.
      E pecado, vamos combinar foram feitos para serem cometidos mesmo, ne? Eu ja to tao acostumada em pagar a lingua que ja nao fico nem com vergonha mais.
      Agora o anonimo desocupado e o mais sem nocao hein? Alem da nossa ‘inimizade’ eu postei ontem, bem antes de vc!
      beijo na sua pancinha tb.

  • Mi.

    Aeeee concordo, Ni… mas umas “escorregadas” tambem fazem parte do percurso.. ate porque vai estar todo mundo curioso pra saber do babog e das “baboguices” que vem por ai.. eheheheh

    Alias, ate eu que nem mae sou vira e mexe falo dos “meus” bebes no blog.. nao tem jeito, e tanto tempo com eles que eles acabam virando assunto, ne…

    beijooooo…

    • nivea

      Mi,
      Adorei baboguices! Vai ter muita, claro.
      Beijos,
      N.

  • Ernani

    Ah, adorei! Sei que é a sua opinião, mas com certeza reflete a de várias outras pessoas tb, incluindo a minha. Que tal encadernar e distribuir por aí???? bjo

Leave a Reply