Pretensões e Desabafos

Oi, 2017!

Eu amo ano novo.

Amo mesmo. Apesar disso não preciso de festa ou comemoração nenhuma. Não uso branco, não pulo onda, não como uvas e não faço questão nem de estar acordada quando o ano vira.

Evitar superstições, aliás, é para mim a maior superstição de todas.

Desde que me mudei para a Irlanda tem sido assim, o dia 31 é como outro qualquer. Não que antes eu fosse dada a grandes comemorações, mas acabava participando por conta da pressão em fazer parte do grupo, para evitar fazer a “esquisita”, ainda que quisesse mesmo ficar em casa com um livro.

Há tempos, no entanto, eu deixei de esconder quem eu sou para agradar qualquer pessoa que seja. Faz bem, eu recomendo.

Agora o que eu gosto mesmo, sempre gostei, é de acordar no dia seguinte com a sensação de recomeço, de novas chances, de melhorar o que pode ser melhorado, de energia renovada. Sabe quando você começa um caderno novo? Então.

É uma bobagem, eu sei. Mas uma bobagem que não me faz mal algum, nem a mim nem a ninguém.

Todos os anos eu crio uma lista de resoluções. Nunca completo todas, mas nunca deixo de adotar pelo menos um bom hábito. A lista serve como um guia, uma bússula que me trás de volta a esses momento do ano, em que ainda tenho claro o rumo que eu quero seguir.

Esse ano não criei uma lista nova, até mesmo porque já fiz uma lista com 40 coisas que eu gostaria de fazer antes dos 40 anos (que completo em 2018), o que no fim das contas dá no mesmo.

Minha família está completa, não temos nenhum desejo de mudanças radicais. Ian está feliz no trabalho, eu estou feliz sem trabalhar fora. Eu continuo em tratamento contra a depressão, em paz finalmente com a medicação e seus efeitos colaterais. Amamos nossa casa. Erik continua na mesma escola, onde está mais do que adaptado. As meninas continuam comigo em casa. Olivia (nossa au pair) continua conosco até quando quiser.

Ou seja, se tudo der certo, tudo continua na mesma.

Esse é meu desejo para 2017.

Para você eu desejo muita saúde, paz, amor, sorte, dias felizes, coração cheio de esperança, borboletas no estômago, sombra & água fresca, barulho de chuva, cheiro de mar e tudo mais que há de bom nessa vida.

Feliz ano novo!

N.

 

 

5 Comments

38 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
January 2, 2017
Next Post
January 2, 2017

5 Comments

  • Audrey

    Lindo ano para vcs !!!! estou cada dia mais apaixonada pelos seus filhos !!! Bjs

  • Angela Oliveira

    Leio seu texto quando chove aqui e passa a Malévola na TV.
    De férias.
    Acho que estamos começando bem 🙂
    Um ano lindo para vocês.
    Beijos

  • Priscila

    Feliz ano novo pra vc….tudo de melhor e mais gostoso que houver nessa vida. Seus filhos são lindos….aliás uma família linda. Muita saúde e paz

  • Paula

    feliz ano novo, querida e que tudo permaneça bem!
    xx

  • kel

    Que tenha um feliz ano novo junto aos seus amores!

Leave a Reply

Related Posts