Pós parto Pretensões e Desabafos

Crônica de uma dor crônica

Começou um ou dois meses depois do nascimento de E. Uma dor forte, primeiro no pulso direito, depois no esquerdo também. Vai do meu polegar em direção ao pulso. Qualquer movimento mais brusco me faz gritar de dor.

Achei de início que era só um mal jeito, devido a maneira com que eu segurava E.na hora da mamadeira. Sabe coisa de mãe que quer dar mamadeira e mandar uma mensagem de texto ao mesmo tempo, bebê e mamadeira numa mão, celular na outra? Pois é, parei com isso, mas a dor ficou.

Tentei um gel para dor muscular, tentei aquelas luvas para quem sofre de tendinite, tentei analgésicos. E quando nada adiantou, resolvi tentar ignorar. E ignorei por alguns meses, sempre com dor.

E a coisa foi piorando, pela manhã precisava de pelo menos alguns minutos antes de conseguir movimentar as mãos. Alguns movimentos simples, ficaram impossíveis, ou no mínimo passaram a ser feitos com muito esforço e muita dor: colocar uma assadeira no forno (ou levantar qualquer peso com uma mão só), lavar o cabelo, desabotoar o sutiã, levantar E. do berço.

Além disso, apareceu um pequeno caroço no meu pulso esquerdo.

Fui ao médico. Só não tinha ido antes porque, não tem jeito, eu ainda não me habituei com o sistema de saúde irlandês e o fato de você SEMPRE ver um clínico geral primeiro, não importa qual seja o seu problema. Não confio, e sempre acho que joguei o dinheiro da consulta no lixo.

Dito e feito, a médica não me pediu nenhum exame,  me deu várias possibilidades para o que eu tinha (nenhuma me convenceu) e me receitou antinflamatórios. Deveria tomá-los por um mês e voltar caso a dor não passasse.

Não passou, apesar do caroço ter desaparecido por um tempo (hoje está de volta), e eu encontrei outras maneiras de gastar €60. Não voltei. Passei a viver com os analgésicos porque era o único jeito de aguentar a dor e decidi que procuraria um médico no Brasil.

Na semana passada I. precisou procurar por um fisioterapeuta, em Killarney, por causa da dor na coluna. Aproveitei eu também para me consultar. O diagnósitico? Baby Wrist Syndrome, ou em português Doença de Quervain, uma espécie de tendinite muito comum em mães com bebês pequenos.

Saí do consultório com o nome de um especialista aqui em Dublin, que pelo que o fisio me explicou, pode me aplicar uma injeção em cada pulso para curar o problema, já que os antinflamatórios não deram jeito. E vou precisar evitar ao máximo movimentos que forcem meus tendões (só não sei como).

Eu estava preparada para conviver com todo o pacote pós-parto: estrias, quilos a mais, depressão. Agora tendinite? Tendinite de mãe? Vê-lá se isso tem cabimento?

Eu juro que DISSO ninguém me falou.

N.

PS. com essa confusão toda na minha vida, ainda não procurei pelo médico.

16 Comments

38 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
November 10, 2011
Next Post
November 10, 2011

16 Comments

  • Bruna

    Vide o tamanho do seu babóg e tudo será explicado…

    Melhoras 🙂

  • DanyCassar

    Poxa NI, eu no sabia que existia isso =\
    Imagino a dor, pois tenho tendinite e nao e aquela muito dolorida, mas sei que tem piores…espero que melhore e nao deixe de ir ao medico, p/ nao piorar, hein!

    Bjos e se cuida ai!!!

  • Neda

    Comecei a ler seu post e lembrei logo do que era. Duas coisas que vão te ajudar a não piorar o quadro são: evitar o mouse ao máximo e teclar com força. Funciona! Foram dicas passadas pelo médico lá no Brasil que tratou da minha tendinite (LER/DORT).
    Beijos

    • Nivea Sorensen

      Neda,
      Obrigada, querida. Sabe que eu não sinto dor digitando? Mouse eu nem tenho, mas eu teclo como uma ogra, não consigo não fazer força.
      Beijos

  • Claudia

    Oi Nivea !

    Novidade pra mim tambem , que coisa heim?!
    Tenho uma amiga que tem tendinite , ela diz que qdo o tempo esfria piora , mais com fisioterapia melhorou bastante….espero que vc fique bem com novo tratamento.
    Um abraço

    Claudinha

    • Nivea Sorensen

      Obrigada, Claudinha
      Um beijo
      PS. Eu não me esqueci da sua receita, não. Mas você sabe, ainda não voltei para casa.

  • Paula

    ë Nivea…..ninguem me falou mas eu tbm tive sim. Tive que andar com uma munhequeira um tempo para nao mexer o braco. MAs depois que eles comecam a ser mais moveis isso passa. Eu ja nao tive mais. Boa sorte ai!! Beijos

  • Cris

    Ahhhhh estamos no mesmo barco… eu tbm “herdei” o mesmo problema depois do baby vir ao mundo… inclusive o tombo que ele teve do meu colo foi devido ao fato de simplesmente não aguenta-lo… Qdo ele era novinho só pegava ele sentanda… nada de ficar andando pela casa com medo de as mãos “abobarem” e eu derruba-lo direto!!!

    Hj melhorou bastante afinal ele quase não quer colo… mas não consigo pegar coisas muito pesadas nem com as duas mãos juntas, limpeza na casa é só o básico pq as veias parecem que vão sair do pulso…

    Espero que vc melhore rápido… pq ninguém merece estas dores nas mãos né!!!

    BJOUXXX e se cuida!!!

    • Nivea Sorensen

      Não sabia disso, Cris. Que coisa! Também estou com medo de carregar o E. Mas vamos ver se a medicação ajuda.
      Beijos

  • Thaísy

    Ah! me dá aqui um abraço… é cada uma né???
    Espero que melhore logo!!!
    Bjos!

    • Nivea Sorensen

      haha, Thaisy. Mal sabe você o quanto eu tô precisando de um abraço! x

  • Ana Paula

    Hummm.. já tive tendinite no pulso direito por causa do mouse e computador.., E sei como doi e como limita os movimentos. Meu marido tb esta reclamando destas dores, e tratei de comprar uma tala, parecida com esta que vc postou.
    Na época eu tb usei. E o bom é que deixa o pulso bem firme, dá uma aliviada na dor e com o tempo a gente meio que se acostuma a fazer as coisas com ela.

    Mas que é sacanagem mãe de nene ter, isto é mesmo!!!

    Melhoras!

Leave a Reply

Related Posts