Família half and half Sogra

Sogra, você ainda pode ter uma.

nós três durante o segundo casamento em Killarney

E se tiver sorte, ela vai ser como a minha. Não porque a minha mora longe, mas porque ela é realmente a sogra que eu mereço (não que eu ache que cada um tem a que merece).

Eu amo, respeito e cuido muito bem do filho dela. Ela retribui somente com amor e respeito também.

Depois de pensar muito sobre isso, cheguei a conclusão de que por termos tanto em comum, não dava para ser diferente. Não é a distância que faz com que nossa convivência seja tão boa, é o que nós já vivemos que nos aproxima.

Nós duas assinamos o mesmo sobrenome. Não por obrigação, mas por opção.

Dividimos além disso, a mesma profissão: educadoras. Exercida no passado, em épocas e países distintos, mas acredito que com a mesma paixão, e abandonada pela mesma razão: a família que foi colocada em primeiro lugar.

Ambas chamamos de casa um país estrangeiro. O mesmo país. E seremos por aqui sempre estrangeiras. Eu, facilmente identificada mais pela minha aparência “exótica” do que pelo sotaque (que você percebe de cara não é irlandês, mas não é tão brasileiramente óbvio, o que gera sempre especulação e não certeza), ou talvez pelo meu nome latino; ela, pelo sotaque que cisma em dizer exatamente de onde ela é, não importa há quantos anos ela tenha vivido por aqui.

Nós duas deixamos o país de origem, a família, e tudo de conhecido para viver fora. Cruzamos o Atlântico em direções opostas. Ela com destino ao Canadá, onde conheceu o Sorensen dela, eu a caminho da Irlanda, onde conheci o meu.

Quando nos casamos, tanto ela quanto eu fizemos questão que fosse “em casa”, junto da família. E coincidentemente, mais uma vez, o noivo dela, assim como o meu, só conheceu a família de in-laws poucos dias antes do casamento. Ou melhor, o resto da família, já que os dois conheciam as futuras cunhadas.

A minha mãe chama o meu Sorensen de “filho” (e ele a chama de “mãe”). A mãe dela, idem.

E por falar em mães, a dela não estava presente durante a primeira gravidez e parto. A minha também não está. E por isso eu sei que ninguém mellhor do que ela para entender como me sinto.

Felizmente para mim, as coincidências terminam por aí. Porque eu vou poder contar com a sogra que eu chamo de mãe para aliviar, mesmo que um pouquinho, a saudade que eu sinto da mãe de verdade. E para dar mimos de vó ao meu babóg recém-nascido.

Ela não teve essa mesma sorte.

N.

 

29 Comments

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
March 15, 2011
Next Post
March 15, 2011

29 Comments

  • Cris

    Nossa flor, que post mais fofys… Olha sorte nossa de as sogras serem pessoas legais pq a minha tbm me dá uma mão gigante… Sempre me ajudou com o Gabriel!!!
    Fiquei curiosa… sua sogra é de onde??
    E como vcs tem muitas coisas em comum hein… vc vai ver enquanto estiverem aí ela será seu 2º braço direito na ausência do Ian…
    E o babóg ainda tá sentado?? Vc está bem e calma nestas últimas semanas??
    Nossa to acompanhando seu blog a cada atualização pra saber como estão… engraçado né… somos parentes mas não tivemos tanto contado depois de adultas mas sempre estou aqui pra ver se vcs estão bem… rsss

    BJOUXXX e se cuida viu..

    • nivea

      Oi Cris,
      Minha sogra é de Manchester, norte da Inglaterra. Engraçado mesmo que a gente mantenha mais contato só agora, depois de adultas e morando em países diferentes.
      Obrigada por passar sempre por aqui.
      Bjs em vc e na família,

  • ka smith

    Ownnnn
    Você deveria ter feito esse post em inglês, pra ela poder ler.

    Acho que você está certa, são as coisas em comum que te aproximam dela, bem diferente no meu caso, somos o oposto.
    Apesar de que, ela tem uma filha, minha cunhada, que mora em um país distante (eua) como no meu caso então ela não tem desculpa, poderia pensar que é exatamente da mesma maneira que a filha se sente, mas não…fala de imigrante como se ela nunca tivesse tido um na família…
    Nasceu com genes de sogra rabujenta e assim, morrerá….hahaha
    Mas nem é tanto e está melhorando, pro bem dela, afinal, um dia, não muito distante pode precisar de mim, certo?

    beijooooo pancinha de sorte!

    • nivea

      Flor,
      Um dia ela vai precisar de você e tenho certeza que você estará lá, mostrando quem é maior do que a rabujentice dela.
      Um beijo

  • DanyGouveia

    Ah que delicia neh, bom a minha vamos ver!! Ela parece ser gente boa, apesar de calada, agora que estamos morando na mesma rua(ja que cheguei em Malta ha dois dias) espero que ela tbm as vezes faca com que eu me sinta acolhida por estar longe da familia, vamos ver…rs

    Estava com saudades de ler seu blog fiquei dias sem aparecer, mas agora ja li tudo que havia perdido!!!

    Bjkas p/ vcs

    • nivea

      Oi Dani,
      Você vai precisar bastante da sua agora e tomara ela seja mesmo um doce.
      Bjs

  • Daniela

    Lindo post, N., poetico.

  • Neda

    Nivea, que lindo post.
    Deveria mesmo escrever en inglês para ela poder ler!

    Você colocou um luz no meu relacionamento com a minha sogra, eu sempre procurando o que temos em comum, mas a verdade é que não temos NADA em comum. A verdade é que passamos por experiências de vida muito distintas, somos culturalmente distintas.

    Beijos

    • nivea

      Oi Neda,
      Acho que eu tive sorte, só isso.
      Bjs

  • Manu

    Que post mais lindo, Nivea!!
    E que sorte vc tem em se dar tão bem com sua sogra. E a tem como uma mãe aí.

    Não sei pq, mas ao ler seu post eu me senti feliz… em paz. E olha que nem tenho problemas com minha [futura] sogra, até agora. =]
    Obrigada.

    Beijo meu!

    • nivea

      Oi Manu,
      Lindo foi seu comentário.
      Um beijo

  • Ernani

    Wow! Quanta inspiração. Belíssima história de afeto e carinho! Verdadeira e simples, do jeito que eu adoro! Parabéns, querida! bjos

  • Mi.

    O mais lindo eh que da pra sentir o afeto no texto, Ni… lindo mesmo! Eu ia ser a pessoa mais feliz do mundo com uma sogra que soubesse fazer feijoada ai ai.. ehehehe mas nao vou reclamar da minha, que apesar de ser meio louca eh uma louca bem intencionada (como vc ja viu ne ehehehe).

    Beijo….

    • nivea

      Mi,
      Loucura com boa intenção é sempre perdoada.
      Bjs

  • Vivi Marques

    Nossa..a unica coisa q eu sinto falta do meu ultimo relacionamento eh da minha ex amada sogrinha! Tanto q mantemos contato ate hj…pena q o filho dela nao saiu como ela! haha

    Aproveite tua sorte 😉

    • nivea

      Oi Vivi,
      Que bom que pelo menos deu pra aproveitar a sogra, né?
      bjs

  • IngridSouza

    Que declaração de amor!

    Meu pai tb teve uma sogra maravilhosa, minha avó mãe da minha mãe que sempre o tratou como filho, tanto é que mesmo depois de separado continuou frequantando a casa da sogra e ainda levou a nova esposa, que foi acolhida super bem… pois é, familia moderninha! hahaha

    Já eu… ok, não posso dizer que ela me distrata, isso não verdade, ela me trata muito bem, mas é palpiteira DEMAIS, tudo ela quer fazer, resolver e na casa dela ela simplesmente exagera no mimos, fica o tempo todo me oferecendo coisas, cuidando de mim como se eu fosse incapaz de fazer qualquer coisa hahha a mulher não me deixa lavar UM COPO e eu me sinto inutil hahaha
    Pra compensar tenho a avó, a sogra da sogra que é meu amorzinho, linda, querida e comedida, respeita nosso espaço e nossa privacidade com delicadeza. =)

    E nós, será que seremos boas sogras?

    Beijocas

    • nivea

      Ingrid,
      Sei não, acho que eu vou ser meio ciumenta. haha
      bjs

  • Ms. Cherry

    Eu sou abencoada por ter a melhor sogra do mundo. Além de amar ela de paixao, e sentir amada da mesma forma, ela cuida de mim quando estou por la. Ela sabe de como e essa questao de familia aqui, e qndo estou debaixo de suas asas é ela que fica fica atras de mim perguntando isso e aquilo, me leva pra tomar cha (ecati), pra fazer curso de penteado, me insentiva a cortar o cabelo e briga com o Mr. M em meu nome! Viva as sogras boas!

  • Luciene Gasparotto

    Vc tem sorte. A minha deixa Odette Reutemann no chinelo…

    • nivea

      Oi Luciene,
      Nossa, eu mal lembrava da Odette Reutemann! 🙂
      bjs

  • Hilda

    Awwwwmmm… que lindo post! Eu sou tao boba que estou ate com lagrimas nos olhos. 🙂
    bjs

    • nivea

      Oi Hilda,
      Vai dizer que vc é chorona tb?
      bjs

  • Carol P

    sortuda !!!!!!
    lindo o texto.
    bj carol

  • Raquel

    Que bom que voce da certo com a sua sogra, acho q eh uma combinacao de vcs terem mtos pontos em comum e tb a distancia q em geral so traz os aspectos positivos a tona.
    O meu namo de agora, eh irlandes e os pais dele ja morreram e o irmao tb, portanto nao tenho nem terei sogro, sogra nem cunhado.
    Mas terei os tios, primos, etc pra poder conviver as vezes e espero q seja td tranquilo…ja passei mtos anos pastando por causa de parente de ex-marido meu e ninguem merece!

Leave a Reply

Related Posts