Pretensões e Desabafos Vida na Irlanda

Happy Paddy’s Day?

Essa semana eu vi no FB os amigos F. e W. combinando uma ida ao St. John’s (o pub irlandês mais próximo da minha casa no Brasil) para comemorar o St. Patrick’s Day. Comentei que estava com inveja. E estou.

Talvez porque a grama do vizinho seja sempre mais verde (mesmo quando se mora na Irlanda e o vizinho não), o fato é que me deu saudade de passar St. Patrick’s Day no Brasil. De ser obrigada a vestir verde para trabalhar (vocês aí da Tortura Cultura Inglesa ainda têm que fazer isso?), de ter que passar aquele video oficial sobre a Irlanda e a a comemoração do feriado para os alunos (o que matava aí quase uns 10 minutos de aula), e de ir ao pub tomar uma Guinness no final do dia. Deu vontade de reclamar, que se estivesse na Irlanda não teria que trabalhar.

Você pode culpar minha gravidez pelo mau-humor, mas a verdade é que eu acho o St. Patrick’s Day irlandês overrated. Em primeiro lugar, porque em matéria de feriado irlandês não sabe nada. Deviam aprender conosco: a melhor coisa do feriado é matar o trabalho (e aula). Por isso mesmo feriado bom, é feriado de terça-feira, ou quinta-feira, para dar aquela emendada. Mas eles não sabem disso, coitados. Olha só, o feriado é hoje e na sexta está todo mundo de volta ao trabalho. De ressaca.

Em segundo lugar, a maior comemoração de St. Patrick’s Day não acontece por aqui. É em Nova York, devido a grande concentração de imigrantes irlandeses, onde a maior parada acontece, com a participação de mais de 150.000 pessoas. Os bares ficam abertos o dia todo e a cidade se veste de verde.

Por aqui, existe sim uma movimentação grande, principalmente de turistas, ou de famílias com filhos pequenos que vão assistir ao desfile. Os pubs ficam lotadíssimos, mas isso nem é novidade por aqui. Tivessem todas as quintas-feiras livres, dia de santo ou não, os irlandeses se comportariam da mesma maneira, indo ao pub.

A propósito, acho que o comercial americano da Guinness aí de baixo mostra bem o clima do feriado por aqui, com o perdão da qualidade do vídeo que não é muito boa:

E por último, o desfile em si, que é bem pobrezinho. Ou vai dizer que não?

Daí que quando comentei tudo isso com I. hoje cedo enquanto tomávamos banho e ele discordou. Se quiser saber porquê, e inglês não for problema, a explicação dele está logo depois do meu post.

Agora no fundo, no fundo, eu estou mesmo é verde de inveja de quem passou o dia bebendo. Quem sabe no ano que vem, em posse do meu pequeno irlandês, e com uma pint de Guinness na mão eu não mude de idéia? Vai ver saio por aí até vestindo verde e com o rosto pintado.

Pra você que aproveitou o dia, eu levanto a minha pint de água: Sláinte!

N.

 

In Defense of Saint Patrick’s Day – by I. Sorensen
Despite countless generations of stereotyping, the Irish are not who they appear to be to the outside world. Yes, everyone has, in their head, the image of the red cheeked, red haired, pale skinned people of Ireland, lashing down pints of Guinness to beat the band every day (never mind every St. Patricks day). The fighting Irish, the singing Irish, the dancing Irish (which is incidentally the least sexy dance in the world). But these are not the defining qualities of our fair nation. No, what makes us special is our unique ability to argue with each other over anything that we possibly can. How can you say this, I hear you ask, Irish people are such an affable friendly bunch! Lets take a little look back into the history archives and I’ll prove my point.

Over 300 years of foreign rule by the British Empire, 300 years and all we could muster up was a couple of failed revolutions which the majority of Irish people watched happen, rather than take part. Why? Because nobody would agree what day they should do it, or what time of the day, or where, or who should lead it. So the lads who went off to fight for their countries independence were promptly slaughtered and the rest of them looked on saying, “I told you it was the wrong day to do it” or “I told you I should have led it”.

Why did so many people leave Ireland and flourish abroad in England, the United States and Australia. People like Oscar Wilde who trail blazed through English society with a rapier wit. Or Lt. Colonel William Brown, the Irishman who founded the Argentine Navy. Do you know what would have happened in Ireland if he’d tried to found an Irish Navy? He’d have been told quite quickly how far and fast he could fuck off if he thought he could tell other Irishmen where, when and how to sail their ships!

Or Liam Neeson, surely he’s as Irish as it gets, but he doesn’t even live here and spends most of his time in movies pretending he’s American!

My point here is that they left because they went to countries where they could get shit done!! If they had stayed here, they would still be arguing with someone about whether or not staying was the right thing to do.

N. has already clearly outlined how overrated Saint Patrick’s day is in Ireland and in many ways she is right. Our parades are laughable, a couple of sheep on a tractor and some American marching bands do not a carnival make, as Brazilians well know. Even more damning is the fact that the Taoiseach (head of the goverment) of Ireland fucks off to America every Saint Patricks Day to watch the Parade in New York and avoid the arguments. Surely I can’t be patriotic, knocking Ireland like this on our most important day?

But here’s the thing. Saint Patrick’s day is the one day of the year that Irish People don’t want to argue with each other. The one day when we all support the same idea, that being Irish is not that bad actually, and neither is this rain sodden little island of ours. The one day when we all just agree with each other! If the Taoiseach bothered to stay he could walk into any pub and find a nation united. Every face has a smile, every greeting is warm and honest. Every fight is well intentioned. You’ll find it at the parades, where many tourists and foreigners think you should be on Saint Patricks day. But where you’ll really find it, in the pubs, the place where Irish people are at their best any day of the year. Where our creativity for language, art and wit has been cultivated for centuries (after all in a country where it rains most of the year you have two choices, home or pub). So if you are in Ireland today, go put on something green and head down to the pub with a smile on your face. You’ll probably head home a little later than you planned and a good bit more merry. But I promise you, it will be worth it. And if, unfortunately for you, you’re not in Ireland today, go to your nearest Irish pub and have a pint of the black stuff. Because you don’t know what you’re missing over here!

Lá Féile Pádraig shona daoibh!

16 Comments

38 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
March 17, 2011
Next Post
March 17, 2011

16 Comments

  • Manu

    Nunca dei muita importancia ao St Patricks Day, e sempre curti a Irlanda, antes mesmo de pensar em morar aqui. Mas hj eu me dei o direito a tudo. Chapeu, rosto pintado e assistir ao desfile. Adorei cada minuto, me senti em casa, como eu nunca achei que me sentiria. Agora tá doendo saber que no proximo eu nao estarei aqui.

    Aproveita o do ano que vem por mim 🙂

    • nivea

      Manu, no primeiro St. Patrick’s aqui eu tb tinha certeza que seria o último. Como vc pode ver, não foi.
      Bjs

  • Mi.

    Buuu que amargaaaa 🙂 eu tive um St Patricks mega divertido, com pints no pub e eddie rockets no final!! Bj flor!

    • nivea

      haha… Coincidentemente eu tb tive um St. Patrick’s mega divertido, sem pints, mas no put e eddie rockets no final.
      bjs

  • Carol P

    Querida,
    vc precisa nao de 1 mas de varios pints.
    realmente a parada nao eh a coisa mais linda do mundo, mas seu marido esta cheio de razao a diversao nao estah lah ou soh lah.
    Afinal q dia comemoramos no Brasil com tanta intensidade? Carnaval , sim mas que significado ao final, desculpa a minha ignorancia …comemoramos o que?????.
    Ano q vem vai ser melhor, varios pints de black stuff para ti e de leite para o baby
    bj
    Carol

    • nivea

      Oi Carol,
      Vc tem razão sim, nós não comemoramos nada, em feriado nenhum!
      bjs

  • IngridSouza

    Eu ja passei Saint Patrick em Sampa City, NY e Dublin, sem duvida Dublin ganhou, acredito que por estar “in loco”, ver tudo aquilo que vi sendo reproduzido em terras distantes finalmente em sua “forma original”, a parada pode nao ser glamurosa, a cidade ser lotada de turistas mas valeu a pena e eu hei de voltar pra mais alguns!
    Sampa City nao tem parada, mal tem Irish, sao brazucas que muitas vezes nao sabem nem doque se trata mas tao na festa, afinal pro paulistano oque importa eh a BALADA hahahha
    NY tem parada, tem festa, tem Irish mas tb, 80% sao turistas!

    Amigos que moram em Boston juram que o deles la eh o melhor do mundo, nao sei, preciso ir pra conferir, pq por enquanto pra mim, o melhor do mundo eh em Dublin!

    Ah sim, tb AMO Halloween em Dublin city! =)))))

    Beijocas e bom final de semana!

    • nivea

      Oi Ingrid,
      Quando voltar não deixe de nos fazer uma visita!
      bjs

    • rita gomes

      Ingrid querida!!!!!! to super lendo seu blog tbm 🙂

      gatam, não é que james e cia (porque tem um MONTE de irlandes em sao paulo agora em tempos de crise) organizaram um paddys day num bar na bela cintra… tipo de ultima hora e convite pelo facebook. ficou tão cheio que a fila nao andava pra nao superlotar dentro! até pq os irish pubs tipo omalleys cobram uma fortuna de entrada e nesse outro bar nao… sim, pelo menos metade (ou mais) eram brasileiros, mas todos de verde! e alem dos irlandeses tinha canadense, americano e frances.
      banda boa tocando e guiness.. somente dois problemas: dia de semana entao voltamos cedo e como os caras nao estavam esperando tanta gente as coisas acabaram (acho que nunca viram gente beber tao rapido! rs) em dublin me diverti, mas os pubs lotados meio que desanimavam.. saudades!

      • nivea

        Rita,
        Meu I. ficou super animado com a informação que SP agora tem um monte de irlandês.
        bjos

        • rita gomes

          Pois é Nivea, a gente conhece bastante.. e isso é pq o james evita encontrar mais pq ele nao quer viver na “comunidade” irlandesa e sim interagir mais com brasileiros.. entao deve ter muito mais do que os que vemos normalmente 🙂 as coisas mudaram muito nesse sentido em sampa… tem muito mais estrangeiros no geral..
          no ano passado fomos num bar com uns outros irlandeses que moram aqui ha mais tempo.. um pessoal mais velho que tem familia aqui e tudo.. muito interessante 🙂
          bjs

          • rita gomes

            que raiva dessas carinhas que ocupam espaco rsrsrs sorry! eu ponho elas sem nem pensar..

          • nivea

            OI Rita,
            Adoraria conhecer vcs qdo estiver em SP no final do ano.
            E odeio qdo digito as carinhas tb!
            bjs

  • Ernani

    Sacanagem vc publicar as duas versões num post só. A explicação do Ian tá tão sensacional, que quase esqueci do seu (falso, sempre falso) mau humor lá no começo. Tenho tanto o que comentar, que nem vou falar tudo. Primeiro, concordo com praticamente tudo do seu ponto de vista. De verdade, é assim mesmo que eu vejo essa coisa toda que envolve o Paddy. O ponto de vista do Ian me fez viajar… fiquei imaginando isso publicado como artigo num jornal bem legal. Não sabia que o talento da escrita estava nas duas pontas da família e agora só posso ter certeza de que o pequeno Babóg já vai nascer escritor. O que não é tanta novidade assim, se pensarmos que ele é irlandês. Agora o que mais chamou atenção em tudo, obviamente, foi um fato narrado clandestinamente no meio de tantas outras coisas interessantes: vcs tomam banho juntos????? hehehehee

    bjos

    • nivea

      hahaha. Ah, Ernani, você e os pequenos detalhes. Primeiro, I. vai ficar todo cheio com os elogios. E em segundo lugar, sim, a gente toma banho junto TODO dia. 🙂
      Bjs

  • Juliana

    Nívea.. quero dizer primeiramente que sou sua fã e que adoro tudo o que você escreve! Vc é linda e tudo o que vc escreve é lindo! Sou apaixonada pelos seus textos e pelo seu filhinho <3

    Segundo, que eu concordo com o Ernani… foi mta sacanagem postar o comentário do I. depois do seu, que com certeza, foi resultado da falta de guinness nessa sua pint! hehehehe

    Eu também concordo com vc quando diz que o desfile é pobrezinho (come on, somos do Brasil!!).. n sei sei se vc teve a chance de acompanhar um desfile de paddy's day no interior da Ilha da Esmeralda.. se ainda não, pode pegar o desfile de dublin e multiplicar a pobreza dele por mil hehehehe todavia, eu concordo com todos os pontos argumentados pelo I…. e quantas vezes me peguei discutindo com outros brasileiros a respeito da data, quando falavam que não viam nada de interessante nesse dia… eu sempre vi! É impressionante o quanto eles adoram o país deles e não são falsos patriotas como os brasileiros, que só demonstram amor pela nação quando estão beeeemmmm servidos pela política do pão e do circo… no país do futebol, nem mesmo os times brasileiros têm o apoio incondicional de suas torcidas… shame on us!

    Pra terminar, queria te desejar um feliz e maravilhoso paddy's day!!!!!
    Um dia, quero te conhecer pessoalmente, na Irlanda.. de preferência, tomando uma guinness!
    =D

Leave a Reply

Related Posts