Pretensões e Desabafos Vida na Irlanda

Plantar, ter, escrever e comer

ShutterstockTypewriter2

Vou escrever um livro.

Decidi isso agora em meio a esse tédio absurdo em que mergulhei nesse dia de muito vento, frio e chuva lá fora.

E. não foi à creche (porque hoje não era dia de creche). Eu cancelei o encontro com a amiga e os filhos no Panda Café porque hoje não era dia de ir encontrar ninguém em lugar nenhum (gente, que vento é esse? parece que o mundo tá sendo arrastado lá fora). E eu fiquei aqui sem nada para fazer, ou melhor, sem vontade de fazer nada que não seja comer.

Se não está fácil para mim, imagina para quem está lá fora tentando segurar o guarda-chuva e manter o cabelo longe do rosto? Houve até alerta de perigo hoje de manhã para quem pesa menos de 50 quilos (o que infelizmente, não é o meu caso). Mentira, eu não sei de alerta coisa nenhuma porque na globo.com só se fala de um cara ai que morreu num acidente de carro e eu não sei nem quem é.

Aliás, se não tivesse esse vento todo lá fora eu teria saido para comer. Sim, porque eu já comi tudo o que tem em casa, atacada por uma fome que não passa. Achei que era TPM. TPM sempre me dá muita fome, ainda mais misturada com tédio e inverno irlandês. Mas estou longe da TPM. Estou ovulando. Eu nunca tinha reparado mas acho que ovular também me dá fome. Definitivamente. Só sinto essa fome quando estou de TPM ou ovulando. Ou no período logo após a menstruação (não quando estou menstruada; aí eu sinto é raiva e como só para descontar). Ou seja, a fome é toda culpa do meu ciclo menstrual. Imagina na Copa?

Agora pensa que eu tenho fome de uma fruta, ou uma sopa de legumes? Não, eu quero carboidrato em forma de pão, pessoa. Quero lactose, pena que não tem queijo em casa (maldita fase só-tem-o-que-é-saudável-no-armário). Quero muito glúten e açúcar. Quero cho-co-la-te.

Mas enfim, eu ia dizendo que vou escrever um livro.

Vou, porque filho eu já tive e dá muito trabalho, além de não dar nenhum dinheiro e você correr o risco dele nascer com o cabelo vermelho. Árvore não quero plantar porque tenho horror a ficar com terra nas mãos e entre as unhas. Sabe quanto custa uma manicure nessa cidade? Muito para eu estragar as unhas fuçando na terra. E a Irlanda é verde demais, se eu ainda estivesse em São Paulo, vá lá, valia-se o sacrificio. Mas eu não curto mesmo esse negócio de terra.

Sobrou o livro.

Eu tenho tudo para escrever um livro. Já fui inclusive descrita como “um futuro talento literário” (por três pessoas, duas delas não imaginárias), “muito engraçada” (pelo meu marido), “uma das vozes mais progressivas da nossa era” (por mim mesma) e  “mamãe linda” (por uma pessoa só, pequena).

Isso ae. Vou escrever um livro. Vou começar já, nesse instante.

Quer dizer, vou ali primeiro comer uma coisinha que esse negócio de pensar em escrever me dá uma fome…

N.

14 Comments

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
December 5, 2013
Next Post
December 5, 2013

14 Comments

  • Pâmela Bandeira

    Nívea, já virei fã do seu blog, o seu senso de humor é maravilhoso!!!

    Adoro o jeito que vc escreve viu…
    Quando lançar o livro, avisa que a gente compra..rs. Bjus!

  • Priscila Santos

    Muito bom. Com certeza comprarei este livro pois dou muita risada e choro com seus posts!!! Vc realmente tem talento.

  • Mariana Alza Spilborghs

    Me coloca na pré-lista de lançamento do seu livro? Porque esse eu não quero perder!

  • Priscila M.

    hahahahaha adoooooro seus posts!
    e por favor, também quero estar na pré-lista do lançamento! o//
    beijos!

  • Elizabeth Aguiar

    Estou na lista 🙂

  • Fernanda Castro

    Estamos esperando esse livro faz tempo!!!!!

  • Ana Paula

    Já estou até imaginando a festa de lançamento com docinhos e cupcakes feitos pela autora 🙂

  • Gabi Ramalho

    Oi Nivea!
    Acompanho seu blog faz um tempinho ja, apesar de nunca ter comentado…

    Adorei esse post e vim dizer que apoio a idéia do livro tb, tanto pq acho que o resultado será ótimo, quanto pq adorei a linha de raciocínio que chegou a essa decisão! rs

    Beijo!

  • Marie

    Mais que perfeito! Descreveu todo o sentimento sem deixar de fora nada! Quero tudo isso aí nessa ordem!

Leave a Reply