Pretensões e Desabafos

TGI Friday

3942411

Ou melhor, Thank God It WAS Friday.

Há pouco mais de um ano E. começou a frequentar uma creche uma vez por semana, às sextas-feiras. Na época eu estava muito cansada e precisava de um tempo para mim, precisava ficar sozinha, descansar, respirar. Queria usar esse dia para ler, para ir ao cinema, para escrever, enfim, para descansar a minha cabeça que anda sempre à mil.

Provavelmente foi isso que eu fiz na primeira, talvez até na segunda semana em que colocamos o esquema em prática. Depois disso, eu que não sei parar quieta, comecei a encher a agenda da sexta de compromissos. Comecei encaixando uma hora de terapia aqui, três de faxina ali, uma horinha no salão acolá e atualmente às minhas sextas parecem uma maratona. Acordo cedo, saio de casa lá pelas 8, volto com E. às 7 da noite e durante esse período não paro um minuto dentro do apartamento, tomo banho correndo, volto correndo e almoço em pé na cozinha, troco de roupa, saio de novo, sempre na correria para não me atrasar. Uma coisa atrás da outra. Se não estou na rua, estou limpando a casa ou estou fazendo bolos e doces. Quando chega o final do dia, estou exausta.

Não tem muito o que eu possa fazer sobre isso, já que são compromissos que não podem ser feitos com E. à tiracolo. Além disso, são coisas que eu faço por mim, até quando estou trabalhando é uma opção pessoal e não exatamente uma obrigação. Por outro lado eu ainda sinto a necessidade de dar uma desacelerada.

Para tentar balancear as coisas na última sexta-feira eu me dei a chance de ficar quieta. Uma das razões para isso foi o fato de que eu ia passar o final de semana inteiro sozinha com o E. (I. viajou para Cork com dois amigos) e achei melhor estar descansada. Não levantei cedo (dormi até as 9 o que já é sucesso, comparado com o resto da semana), não agendei aula de direção e só mantive mesmo a consulta com o terapeuta (porque eu preciso e me sinto muito melhor quando vou). Almocei com calma, sentada, assisti TV, fui à academia sem o limite de ter que estar de volta em uma hora. Depois da minha série ainda fui à piscina, fiz sauna e fiquei vegetando na jacuzzi por longos minutos.

Sabe há quanto tempo eu não fazia isso? Nem lembrava.

Agora tomara que disso eu me lembre para ver se, pelo menos uma vez ou outra, eu deixe de lado essa necessidade absurda de querer fazer tudo ao mesmo tempo para ontem.

E olha, o mundo nem acabou nem nada só porque eu decidi fazer porra nenhuma o dia inteiro.

N.

4 Comments

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
September 2, 2013
Next Post
September 2, 2013

4 Comments

  • Laís

    Me identifiquei!
    Vivo me prometendo isso (um dia de preguiça eterna, eu quis dizer), mas nunca consigo fazer. Quer dizer, as vezes meu corpo tá tão cansado que vegeta por si só, mas isso acaba nem sendo relaxante =(
    Acho que sou ligada no 220 e sempre quero fazer tudo e quero tudo pra ontem! hhahahahah

  • Bruna Dalfré

    Esses momentos são bons, também faço isso, só ter tempo sozinha que quero fazer tudo e fica difícil descansar !!!
    Eu procurei uma creche por aqui que tenha essa opção de deixar minha filha (1 ano e 5 meses) apenas uma vez na semana, para ter a interação com outras crianças, mas infelizmente parece não existir Nívea; então o tempo que tenho sozinha é quando vou algum lugar em que não posso levá-la e a deixo com minha sogra, mas óbvio que sempre arrumo uma coisinha a mais pra fazer, sempre muito rápido; enquanto a creche nesse estilo irlandês não existe aqui, vou me virando, pois ainda acho pequena demais para ir todos os dias para a escola.
    Bjusss

    • Nivea Sorensen

      Bruna,
      Aqui não é comum também não, eu não encontrei muitas opções para deixar o Erik uma vez só.
      x

Leave a Reply

Related Posts