Menu
Pretensões e Desabafos

Filho de um pai

Engravidei de um menino. Fiquei muito feliz porque desde a época de professora sempre me identifiquei mais com os meninos e o universo masculino e se pudesse ter escolhido, menino teria sido de qualquer jeito.

Só que mentiram para mim, viu? Aquela coisa que menino é muito mais ligado à mãe aqui em casa NUNCA foi verdade. E. é louco mesmo de paixão pelo pai. Se você perguntar quem ele ama mais, ele vai dizer que é o pai. Se você pedir para ele trocar o pai por um pedaço de bolo de chocolate ele vai dizer que prefere o pai (já fiz esse teste).

Quando ele acorda assustado de madrugada ele chama o pai. Quando ele acorda de manhã para vir para nossa cama, é do lado do pai que ele procura espaço. E até doente ele prefere o conforto do colo do pai, com raríssimas exceções

No último sábado paramos para o almoço num shopping e a reação dele ao ser deixado comigo enquanto o pai ia buscar a comida foi essa:

photo 1-47

Tristeza e choro (de verdade).

Aliás, ele chora até se o pai for ao banheiro de porta fechada.

O final de semana aqui foi prolongado e ontem, terça-feira, a tarde foi difícil pro bichinho que morreu de saudades e passou horas olhando pela janela e perguntando que horas o pai ia voltar.

photo 2-45

Vale lembrar que E. é um menino muito carinhoso, desses que abraçam, beijam e dizem eu te amo o tempo todo. Comigo ele já é cheio de amores, imagina então com pai. Eu já tive minha dose de ciúmes materno mas hoje eu acho mesmo é lindo de ver.

Agora eu já ando avisando que esse filho aqui dentro da minha barriga eu vou criar só pra mim mesmo. Nem que para isso eu tenha que mimar até estragar!

Vai dizer que não é justo?

N.

About Author

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

36 Comments

  • Ingrid
    October 29, 2014 at 4:15 pm

    Ain, que amor e que dozinha da carinha triste que ele fez. Tao fofinho ele esperando o pai voltar olhando pela janela. Que vontade de apertar, haha. *-*
    Eu tambem sempre fui super apegada com meu pai, entao super entendo o E. Hoje me sinto culpada porque minha mae nunca ganhou um primeiro pedaco de bolo ate eu ter uns 15 anos, hahaha, tadinha!
    Espero que o baby 2 seja mais apegado em voce mesmo que ai a divisao fica justa. Beijos.

    Reply
    • Nivea Sorensen
      November 5, 2014 at 8:05 pm

      Mas é tipico de menina ser mais apegada ao pai, né? x

      Reply
  • Jacqueline
    October 29, 2014 at 4:16 pm

    acho muito justo, e to na mesma situação aqui..

    Reply
  • Thais
    October 29, 2014 at 4:53 pm

    Aqui em casa o mito de que menina é mais grudada com o pai não é verdade. A Bebella é meu grude e segundo ela mesma, best friend and favourite person in the whole university (como ela chama o universo hahaha). A Lia está no mesmo caminho, mas como ainda é bebê pode ser o grude normal da idade. Tadinho do marido, rs.

    Bjs

    Reply
  • Bibi
    October 29, 2014 at 5:04 pm

    Justo. Justíssimo… hehehe
    Ni, aqui é a mesma coisa, só que é comigo. Esse negócio de que menina é mais apegada ao pai, aqui não funciona.
    Nina é apegadíssima a mim. E as pessoa dizem (desde que ela nasceu) que isso vai mudar e logo ela não vai mais querer saber de mim.
    Mas o que eu noto é que, a cada dia que passa, ela está mais e mais apegada a mim e não ao pai. E olha que eu não mimo, sou dura, brava… é aquela coisa: quando mais judia, mais quer… hahaha (brincadeirinha).
    Mas eu amoooo! E não queria que fosse diferente (só quando vou ao banheiro… aí eu até queria uma folguinha)!
    Bjoka e que o segundinho seja um grude contigo!
    Bibi

    Reply
    • Nivea Sorensen
      November 5, 2014 at 8:06 pm

      Tem seu lado bom, Bibi, não vou negar. Não sei se consegueria sair de boa e deixar ele chorando com o pai, por exemplo x

      Reply
  • Nadja
    October 29, 2014 at 5:20 pm

    Ai… deve ser um misto de delícia e ciuminho!!! Já fico assim com meus gatos, vou precisar de muita força de vontade. eu também era apaixonada pelo papai e pela vovó. tadinha da minha mãe!

    Reply
    • Nivea Sorensen
      November 5, 2014 at 8:06 pm

      Nadja, a vovó aqui também faz sucesso com o menino 😉

      Reply
  • Camila Novais
    October 29, 2014 at 5:42 pm

    Acho lindo o E. demonstrar afeto assim, parabéns por ensiná-lo que é importante e acima de tudo, que é normal. Sentimentos podem e devem ser divididos 🙂

    Ps. Eu confesso que ri quando vi a foto dele “hashtag chateado” esperando o pai, no instagram kkk. Ele é uma figura!

    x.

    Reply
  • Priscila
    October 29, 2014 at 5:50 pm

    justíssimo Nivs!!! Kkk mas ele e um fofo em qualquer situação!!!

    Reply
  • Luciana Ehsse
    October 29, 2014 at 5:58 pm

    Mas ele está uma lindeza que só!
    O próximo tem que ser seu mesmo, vale a estragada! rs

    xx

    Reply
  • Mariana
    October 29, 2014 at 7:52 pm

    Justo! Justíssimo!

    Beijos

    Reply
  • Veneranda
    October 30, 2014 at 12:46 am

    Ai meu Deus! Muito amor nessa foto da janela!

    Bjs

    Reply
  • Celi
    October 30, 2014 at 9:32 am

    Hahaha Mais que justo Nivea! Rs rs rs
    Sei bem como é… Tb tenho um aqui em casa super apegado ao pai. Uma questao de identificação. Super natural… Eles nos amam, mas se precisar chamar é o pai!!!! Então, aguarde pois o próximo será da mamaezinha. O que me contenta e que os outros dois não desgrudam de mim. Marido e eu sempre brincamos com essa questão! Beijos

    Reply
    • Nivea Sorensen
      November 5, 2014 at 8:08 pm

      Que bom que pelo menos é dividido, né Celi? x

      Reply
  • Rick
    October 30, 2014 at 11:02 am

    Óun, e essa carinha de triste pelo pai? Heheh! Ele é fofo demais!

    Reply
  • grace
    October 30, 2014 at 11:48 am

    é justo… mas aqui em casa meu menino é mais meu…kkk ele diz que ama mais a mamãe enquanto minha garotinha diz que ama os dois…espertinha… ela puxa mais pro lado do pai… bom que dividiu né? Beijo

    Reply
  • Ale Ribeiro
    October 30, 2014 at 12:38 pm

    Hehehe, que bonitinho. Sabe que também tenho um ciúme quando minha filha fica muito grudada no pai? Sei lá, a gente quer ser a mais necessária, a mais importante, mesmo sabendo que é bom demais ter com quem contar e que a criança possa ter outras pessoas que a amem e cuidem dela. Enfim, acho que é paradoxal ser mãe: a gente cria pro mundo, mas adora quando o mundo deles somos nós. Abraço, Alessandra.

    Reply
  • SUELEN
    October 30, 2014 at 7:25 pm

    kkkkkkk oh meu Deus… Que coisa linda!! Seu filho é lindo! Eu estou gravida e ainda não sei o sexo… Mais confesso que sempre tive paixão por um menininho! “Dizem que é mais apegado com a mãe” eu também sempre escultei isso pelo menos la na casa da minha mãe foi bem assim mesmo. Meu irmã e minha mãe são um grude só… Bjuss

    Reply
    • Nivea Sorensen
      November 5, 2014 at 8:10 pm

      Oi Suellen, boa gestação para você! Vem me contar quando souber o que é? 😉 x

      Reply
  • kel
    October 31, 2014 at 3:32 am

    Vou ser repetitiva, que fofura é essa e esse bico lindo?! 🙂

    Reply
  • Mari Spil
    November 4, 2014 at 9:42 pm

    Ohh que fofo!
    Nada mais justo, agora, ter o segundinho “só” para você.

    Reply
  • Raquel
    January 11, 2015 at 3:06 pm

    Ahh q amor!!! Mto linda a relacao dos dois!

    Reply

Leave a Reply