Gravidez

20 semanas de segundinho

E22F9CDFB3264F94BCFAD27BB9330DDE.ashx

Ou segundinha, já que continuamos sem saber o que vem por aí.

Chegamos a metade do caminho e o que não chegou ainda foi minha empolgação com a gravidez. Bebê além de não ter sexo não tem nome, apelido, e  nem um par de meias compradas pela mamãe (ou quem quer que seja). Não tem nem ainda as roupas usadas pelo irmão, já que ainda não fomos buscar as que foram guardadas na casa dos meus sogros para lavar e separar.

Claro que eu vou aproveitar as roupas do irmão de qualquer jeito mas mesmo assim preciso comprar uma coisa ou outra, só estou esperando a vontade aparecer (dinheiro sobrando também não atrapalharia).

Como estamos para nos mudar em breve também não me animei em arrumar o quarto. Vamos usar tudo que foi do E. (moisés para os primeiros meses e berço na sequência, além do trocador) e ainda não sei se vai ser preciso comprar alguma coisa. De qualquer jeito isso só vai ser feito depois da mudança (ainda sem previsão). Definitivamente precisaremos de carrinho e cadeirinha para o carro mas possivelmente vamos usar um emprestado de uma amiga.

As consultas continuam bem espaçadas nesse início/metade da gestação. Só tive uma única consulta com uma parteira e duas com meu clínico geral.

Some-se a tudo isso o fato de eu não ter me sentido bem até agora, mesmo sendo esse considerado o melhor trimestre da gravidez. Muito pelo contrário, cada vez mais tenho a certeza que não tenho nenhuma condição emocional de enfrentar uma outra futura gravidez e que esse será meu último filho biológico.

Sinto que por isso mesmo deveria estar aproveitando a gravidez o máximo possível ao mesmo tempo que deveria aproveitar o tempo com E., enquanto ele ainda é filho único, mas ainda não consegui. Fico só esperando que o tempo passe de uma vez.

Consegui, no entanto, voltar a me exercitar e começar a me alimentar um pouco melhor. Já está tarde para me me manter num peso que eu idealizava mas percebi que ainda tenho tempo de evitar danos maiores. Alimentação saudável e atividade física também fazem com que eu me sinta melhor. Além disso a  medicação que começa a fazer efeito em contribuído para isso e venho de fato melhorando meu estado emocional.

E para não dizer que tudo é chatice segundinho inha se mexe muito na barriga, sempre no final do dia e à noite, e é uma delícia de sentir . Melhor parte do dia, sempre.

Agora eu te pergunto, é normal a gente não se animar tanto com a segunda gravidez? Será que isso passa?

N.

PS. E já que não tem nome, nem apelido, chamaremos segundinho inha essa semana de bebê banana, já que esse é tamanho médio que ele(a) tem.

 

32 Comments

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
September 15, 2014
Next Post
September 15, 2014

32 Comments

  • Lorna

    Pois eu conheço gente que está esperando a primeira filha (apesar dessa ser a segunda gravidez) e só de pensar em compras de enxoval fica arrepiada!

    Eu só acho que você não deveria sair por aí postando que a energia e a vontade de fazer as coisas não voltam no segundo trimestre, isso há de apavorar muita gente por aí que guarda uma esperança sobre o tema 🙂

    PS: Gostei de saber que a medicação está fazendo efeito e continuo na torcida pela casinha.

    • Fabrícia Lacerda

      Aconteceu comigo tb! Eu tinha enjoos(de fato) só de pensar em entrar em loja de bebê. Não tinha vontade de comprar nada, até os 6 meses foi assim, só melhorou um pouco nos fim da gravidez. Sou feliz como mãe, mas não fico feliz no período de gravidez, e confesso que tenho inveja de quem fica dando pulos de alegria e curte cada centímetro da barriga.

    • Nivea Sorensen

      Lorna, que notícia incrível! Fiquei muito feliz em saber. E quanto ao segundo trimestre, não se preocupe, na minha primeira gravidez eu estava ótima, cheia de energia. Acho que o que torna as coisas mais cansativas dessa vez é que o Erik está numa fase beeeem difícil. x

  • Paula oliveira

    Nivea, não se sinta culpada. Tenho certeza que assim que você vê o rostinho do segundinho sua vida vai ser só alegria.
    Beijo

    • Nivea Sorensen

      Não estou me sentindo culpada, não, Paula. Só queria estar um pouco mais animada mesmo. 😉 x

  • Ananda Etges

    Quando li a parte do bebê mexendo me deu uma saudade da gravidez 🙂
    Mas acho que durou 5 segundos, pq daí lembrei de todo o resto e já não curti mais hehe.

    Beijos!

    Ananda

  • Martha

    O comentário da Ananda foi o melhor… rsrsrs

    Pq ó.. tbm não lembrava e não contava com esses dissabores da gestação, não… e acho que me “forço” a pesquisar, projetar, quase comprar coisas pro segundinho, para me animar… pq se não o mau estar domina.. e tem ajudado!!!
    Quem sabe essas pequenas coisas não ajudem por aí tbm…

    As mexidas com certeza são grande ajuda para dar uma levantada no animo tbm.. quase fazem esquecer todo resto… quase.. rsrsrs

    Bj grande!!!

    • Nivea Sorensen

      Martha, estou esperando a mudança para ver se eu me animo com essas pequenas coisas x

  • Bibi

    Ai… eu só posso te dizer uma coisa: eu queria muuuito estar no segundinho inha…. queria meeesmo. Mas até agora nadica de nada por aqui. Afe!
    Mas há de melhorar viu?!?! vai passar! vai passar!
    HOUMMMMMMMMMMMMMM….
    torcendo por vcs aqui! Beijo e boa semana!

  • Suzana Lira

    Estou amando seu bloguinhoooo beijos!!!

  • Bárbara Hernandes

    Sempre tive curiosidade de saber como é a sensação de um bebê mexendo na barriga… nunca nem coloquei mão na barriga de grávida, tenho medo, acredita?

    • Nivea Sorensen

      hahaha… Bárbara, se mudar de ideia eu deixo você colocar a mão na minha. 😉 Sério mesmo, uma sensação estranha mas é muito legal. x

  • Karine Keogh

    A gente comprou a casa exatamente no dia exato que a Chloe nasceu.
    Eamon saiu do hospital para assinar a papelada. Acho que isso também fez com que eu não curtisse tanto a gravidez da Chloe, estava preocupada mais sobre onde a gente ia morar do que sobre a gravidez em si, pode ser coincidência ou o fato desse lance “de arrumar quartinho” ser uma preparação inconsciente para a empolgação materna, mas se tem uma coisa que eu acho que aproxima mãe e bebê é a descoberta do sexo. Posso estar errada, sei lá, mas acho que a partir do momento que você sabe quem vai chegar pra “festa” de uma maneira ou de outra tudo fica mais real.
    Acho ótimo descobrir na hora, mas isso jamais aconteceria comigo! ha ha ha
    Um beijo na pancinha

    • Nivea Sorensen

      Ká, a única coisa que eu estou curtindo nessa gravidez é não saber o sexo! x

  • Dayane

    Sou dessas que curte muito a gravidez, mas de fato, a empolgação com arrumação e outras coisitas na segunda gravidez não é a mesma. Eu fiz mais planos que do realizei alguma coisa na segunda vez. São tão poucas coisas que se precisa comprar pra segundinhos e a gente já sabe que toda a preparação que a gente costuma fazer na primeira viagem nem é necessária.
    Espero que você se sinta melhor, Nivea. Beijos

  • Ma

    Ah, essa é e será a saga do segundo filho sempre, eu acho. As roupas são reaproveitadas, os brinquedos também. Eu pego as caixas do porão com a faixa etária da caçula, lavo e digo que comprei roupa nova hahahah! por enquanto funciona, depois que ela crescer vai querer escolher coisas novas e tudo bem. Eu curti a segunda gravidez, passou mais rápido, mas no final já estava doida que nascesse e nem posso me imaginar grávida de novo. Cada um sente de um jeito. Bjs

  • Dani Rabelo

    Ni, quero te dizer que a empolgacão com a segunda gravidez demorou muito para me alcançar tbm! E nem se compara à da primeira!! Eu passei 6 meses apática, sem comprar nada (não comprei quase nada de qlq forma), só planejando o parto. Isso me bastava. Até a empolgação com os
    Movimentos não chegava…. Achava bacana e tals, mas nada que eu já não saiba que muda mto após o nascimento (e é aí que vem o amor mesmo).
    Enfim, sinta-se bem vinda ao clube das que não acham a (segunda) gravidez só motivo de alegrias e vomita arco-íris por aí. Eu estou bem pé no chão e ponto.
    Sinta-se mto abraçada e compreendida.
    Beijo!!

    • Nivea Sorensen

      Dani, eu estava empolgada com o parto domiciliar, mas depois que a ideia morreu acho que fiquei meio desanimada 😉 x

  • Fabiane

    Não posso comentar já que nem passei pela primeira gestação…mas tenho certeza que você vai se sentir ainda mais mãe, quando ver o rostinho do (a) bebê, e será tão cuidadosa como já é com o E.

  • Gessilene

    Também não passei por nenhuma gravidez…mas tenho certeza que as coisas vão ficar tudo bem e que logo, logo você se anima…bjus.

  • Natália

    Sim, sempre lemos depoimentos de segundas gravidezes mais tranquilas. Tranquilas no sentido de não haver muita expectativa com relação a descoberta do sexo e enxoval, por exemplo. Só de vc se deliciar com as mexidinhas no final do dia, além de pensar em cuidar da alimentação e se exercitar, já é uma forma de curtir esse “estado interessante”!
    Bjs no bebê banana e no irmão mais velho.

  • Bruna Dalfré

    Oi Nívea!!
    Estou na minha segunda gravidez, agora de um menino, é diferente, tranquila e também nem comprei nada ainda e não tenho ânimo para isso.E o quarto?Não sei o que vou fazer (diferente da minha primeira). Não sei se isso tem explicação científica..rs
    Particularmente, não gosto dessa fase da gravidez, é cansativo demais com outra criança já do lado de fora, mas faz parte!Eu acho que quando nascer, com o dia a dia a dia e cuidados, tudo muda, eu prefiro assim!
    Beijoss

Leave a Reply

Related Posts