Menu
Gravidez / Pretensões e Desabafos

Perdi

d06c72c689324ac6775df0fe5276182a

Perdi um bebê essa semana.

As enfermeiras, parteiras, ultrasonografistas e médicos, todo mundo que me atendeu na clinica e no hospital desde a semana passada chamou o que eu perdi de feto. Mas eu perdi um bebê. Sempre foi um bebê, desde aquela sexta-feira de manhã antes do Natal quando o exame de farmácia mostrou claramente duas listras cor-de-rosa.

Era o meu bebê. Eram planos de uma vida nova, um começar de novo. Era uma nova chance. E por 10 semanas praticamente foi só amor.

Perdi antes de ouvir seus batimentos cardíacos, antes de ver (com vida) na tela do ultrasom. Perdi a chance de trazer para casa aquela foto em que você vê um pé aqui, uma mãozinha ali. Perdi a chance de contar para todo mundo da gravidez tão querida e tão esperada. Perdi todos os parabéns. Perdi os 9 meses de espera. Perdi o medo do parto. Perdi descobrir se tinha um menino ou uma menina. Perdi a escolha do nome. Perdi o primeiro toque. Perdi o amamentar. Perdi todas as primeiras vezes. Pra sempre.

O bebê que eu tinha na barriga eu nunca vou conhecer.

Perdi aos poucos. Perdi na primeira ultrasonografia que não mostrou nada mas também não me permitiu chorar tudo de uma vez porque era inconclusiva. Perdi ali, dentro do carro no estacionamento, naquela tarde em que o coração disse que não estava tudo bem.  E fui perdendo um pouco por dia. Perdi o gosto metálico na boca ao acordar. Depois foi o enjôo que me acompanhava todas às tardes que não deu mais sinal. Perdi a dor nos seios. Perdi a fome e o cansaço monumental. Perdi lentamente todos os sintomas da gravidez antes da confirmação de que o mais importante já estava perdido, e daí em diante perdi toda a esperança.

Por outros dias fiquei assim, sem saber se chorava ou se esperava. Chorei e me senti culpada com a remota possibilidade de estar sofrendo por antecipação. Por outras vezes segui com vida normal, culpada com a sombra de um possível luto.

Agora acabou.

Perdi.

Só não perdi ainda a esperança de qualquer dia desses virar esse placar.

N.

About Author

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

82 Comments

  • Silvana
    February 1, 2014 at 8:24 pm

    N.

    A dor não passará, mas pensa que ao mesmo tempo ganhou um anjo particular.

    Receba meu abraço e orações.

    Sil

    Reply
  • Márcia
    February 1, 2014 at 8:44 pm

    Ai Nívea…. dificil dizer algo…. longe…. não da para abraçar.

    Vc é a segunda querida que perde um bebe esse mes.

    Não era pra ser ainda…

    Tente ficar bem….. e recomeçar.

    Beijo

    Reply
  • Thais Bessa
    February 1, 2014 at 9:04 pm

    Sinto muitíssimo, Nicea, nem imagino o quão horrível deva ser. Muita força pra vc e sua família.

    Bjs

    Reply
  • Priscila
    February 1, 2014 at 9:11 pm

    Nivs, tudo ficará bem!!! Não tem muito o que falar nessas horas, mas receba o meu beijo e meu abraço carinhoso!!!! Fique com Deus!!!!

    Reply
  • Paula Oliveira
    February 1, 2014 at 9:15 pm

    Sinto muitíssimo pela sua perda, querida. E não há palavras que te possam confortar, só as mãos de Deus. Que Ele esteja contigo.

    Reply
  • Thais
    February 1, 2014 at 9:22 pm

    Puxa Nivea difícil mesmo essas horas, mas sinta meu abraço apertado e o conforto que vc vai virar este placar sim. Bjinhos

    Reply
  • Suzana Lira
    February 1, 2014 at 9:42 pm

    Sei exatamente como você está se sentindo, passei por isso tudo…mas aguenta firme vioh…

    Beijos!

    Reply
  • Heloisa
    February 1, 2014 at 10:17 pm

    Eu sinto mto, Nivs. Chorei mto com o seu post. Me coloquei no seu lugar. A gente cria tanta expectativa msm antes de ter A certeza.
    Força e bola pra frente. Take your time.

    Reply
  • Manu Maia
    February 1, 2014 at 10:21 pm

    Nivea, ganhaste um anjinho, que ainda que por poucas semanas, com certeza sentiu todo o amor que voces tinham por ele. E agora ele vai estar sempre olhando e cuidando de voces.

    Um abraço forte forte!
    Fica bem. =*

    Reply
  • Fernanda
    February 1, 2014 at 11:19 pm

    Sinto muito.Também perdi, mas o primeiro em 2010.Fique bem!

    Reply
  • Renata Marques
    February 1, 2014 at 11:20 pm

    Perdeu muito, algo insubstituível, único, mas conservou algo muito importante, a esperança. Abraços.

    Reply
  • Carol
    February 1, 2014 at 11:26 pm

    Sinto muito! Muita força para virar logo que possível esse placar..

    Reply
  • Marcela
    February 2, 2014 at 12:15 am

    Nivea,

    não sei muito bem o que dizer, mas como meu sonho é ser mãe posso (tentar) imaginar a dor que você está sentindo. Sinto muito por sua perda. Te desejo muita força e espero que o placar não demore muito para virar.

    Um abraço bem apertado,

    Marcela

    Reply
  • Camila Lins
    February 2, 2014 at 3:09 am

    É uma situação dolorosa não só para você, sua família mas para nós que a acompanhamos. Imagino que deva ser difícil a confirmação e o “cair a ficha”.

    Prefiro pensar que sempre que ouço uma história assim, de anjinhos que vem e voltam tão depressa, é para nos ensinar algo.

    Muito carinho para você!!

    Reply
  • Veneranda
    February 2, 2014 at 11:30 am

    Difícil avaliar a dor do outro quando nunca passamos pelo o que ele está passando. Mesmo assim quero mandar o meu abraço apertado, carinhoso, cheio de boas vibrações e dizer que eu torcia pela chegada de um irmãozinho (a) para o seu ruivo e fiquei triste com essa postagem, mas prefiro sempre acreditar que a natureza não erra e que não era pra ser agora… mas há de ser em breve! Fica bem! Bjs

    Reply
  • Ingrid
    February 2, 2014 at 12:21 pm

    Conheço a história de um casal que também perdeu um bebê e, para contar a notícia para os filhos mais velhos, o pai disse que havia uma lista de bebês no céu e que aquele que seria irmãozinho ou irmãzinha deles havia “se comportado mal” e ido para o final da fila, então eles teriam que esperar mais um pouquinho pela chegada. E aquele bebê que não veio virou uma estrelinha no céu. Da mesma forma, sempre que você olhar para o céu, vai ter uma estrelinha especial lá. Sua estrelinha.
    Acho que não há muito o que falar nesse momento, mas vou orar para que Deus conforte o coração de vocês e que dê forças para que sigam em frente. Beijos.

    Reply
  • Manoela
    February 2, 2014 at 3:02 pm

    Sinto muito, de verdade Nivea.
    Sinta-se abracada.

    Reply
  • Laiza Costa
    February 2, 2014 at 3:36 pm

    Sei muito bem que dor é essa que esteja sentindo, passei por isso e ate hoje não me superei, perdi dois bebes em uma unica vez…. e o pior eram os primeiros, minha primeira gestação.
    Não vou escrever muito pq meus olhos enchem de lagrimas. Te desejo força(da qual não tive) paz e sabedoria para saber passar enfrentar isso. (Porque eu não tive).
    Beijos e abraços iluminados.

    Reply
  • Joana
    February 2, 2014 at 4:51 pm

    Nivea, sinto muito, muito, muito pela sua perda. Na falta de palavras, um abraço para você.

    Reply
  • Mari Spil
    February 2, 2014 at 6:13 pm

    Querida Nivea, não há palavras que possa escrever que ajudem a aliviar a dor.
    Deixo então meu abraço e uma oração pelo seu bem estar.
    Beijos!

    Reply
  • Andrea
    February 2, 2014 at 9:15 pm

    Puxa Nivea!!!
    Sinto muito!!! Imagino como deve estar passando estes dias.
    Não nos conhecemos mas se quiser podemos conversar um pouco por skype.
    Te dou meu ombro para vc desabafar neste momento tão difícil.
    Beijos carinhosos e se quiser nos falamos por skype.
    Andrea

    Reply
  • Zulmira
    February 2, 2014 at 10:59 pm

    Querida Nívea, eu também perdi uma pessoa muito importante há 4 meses, e o que me ajuda a atravessar essa fase tão difícil é manter em mente que não foi culpa de ninguém e que foi algo inevitável. Se aconteceu, era para acontecer, porque não existe alternativa à realidade. Eu queria deixar a sugestão de vocês batizarem o bebê, porque todo ser humano merece ser batizado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e de ter um nome escolhido pelos que o amam. Uma cerimônia simples e íntima, uma oração sincera, é o que basta. Não importa se essa criança não conseguiu se desenvolver a ponto de ter uma vida fora do útero. Ela é um ser humano e sempre será sua filha. Fique com Deus.

    Reply
  • Bruna Dalfré
    February 3, 2014 at 12:47 am

    Não sei nem o que te dizer, apenas que sinto muito!
    É tão difícil….
    Bjus

    Reply
  • Juliana Leal Valera
    February 3, 2014 at 2:55 am

    Sinto muito…
    Que Deus conforte seu coração.
    Um beijo

    Reply
  • Mieline
    February 3, 2014 at 12:20 pm

    Acabei de aterrissar neste blog pra conhecer sua estória, e, muito infelizmente, o seu primeiro post que li foi falando sobre o lado que não é doce na vida.
    Lamento muito. Muito mesmo.
    Vou continuar a vir aqui e ver sua vida se tornando, aos pouquinhos, doce de novo, e vou dar uma espiada no que já ela já rendeu de doce pra você (foi assim que cheguei aqui, através do “causo” do amor pela internet).
    Que os anjos do Senhor estejam ao redor de todos vocês.
    Com carinho,
    Mieline

    Reply
  • Dhébora
    February 3, 2014 at 12:55 pm

    Oh, Ni… que a sua dor não demore a passar… Lembre-se que agora você tem um anjinho lá no céu olhando por toda a sua família!

    Reply
  • Ananda Etges
    February 3, 2014 at 1:13 pm

    Nivea,

    Eu sinto muito pelo acontecido. Meu coração ficou apertadinho lendo o teu texto. Desejo muita força para superar o momento.

    Beijos,

    Ananda

    Reply
  • Simone (mamãe da Isabela)
    February 3, 2014 at 1:32 pm

    Oi, te acompanho lá do Gestantes Empoderadas e tinha que vir conhecer o teu cantinho e demonstrar toda minha solidariedade, lamento profundamente a sua perda e sim nunca foi apenas um feto, para uma mãe nunca é, estou aqui tão longe mas tão perto de coração.

    Sinta meu abraço e meu pensamento positivo de que logo vc esteja bem.

    beijos com carinho

    Si

    Reply
  • Catherine
    February 3, 2014 at 1:42 pm

    Sinto muito. Muito mesmo.
    Muita força para a família.
    bjo

    Reply
  • Ana Carolina
    February 3, 2014 at 1:53 pm

    Eu sinto uito 🙁

    Reply
  • Silvana Nunes
    February 3, 2014 at 2:06 pm

    Nivea, achei o blog da Karine nas minhas “andanças virtuais” e aí achei o seu. Sempre venho te visitar, mas hj “apareci” porque queria te deixar meus sinceros sentimentos. Estou grávida de 17 semanas e posso imaginar o que vc está sentindo. Saber, não posso, só quem passou por isso sabe e ainda não sabe 100% pq cada um reage de uma forma. Mas de qq maneira, mesmo sem vc me conhecer, quero te deixar um abraço bem apertado e dizer que realmente, o mais importante vc não perdeu, a esperança.
    Um abraço, Silvana

    Reply
  • Bibi
    February 3, 2014 at 2:08 pm

    Querida,
    Onde este anjinho estiver, este bebê, ele estará olhando por vocês.
    Não imagino a dor que seja, mas me solidarizo e mando todo meu carinho para você neste momento.
    Fique bem, se possível for.
    Beijos!

    Reply
  • renata
    February 3, 2014 at 4:13 pm

    Nivea, sinto muito, muito, muito pela sua perda. Já passei por isso e sei que nenhuma palavra conforta. Que o carinho e acolhimento que vc tem aqui nessas tantas msgs aqueça o seu coração. Um abraço enorme.

    Reply
  • Carol
    February 3, 2014 at 6:18 pm

    Puxa Nivea….Meus sentimentos!
    Sei que nada do que disser aplacará a dor, mas tenha certeza que dias melhores virão!
    Que vc tenha força para enfrentar esse momento.
    Beijocas
    Carol

    Reply
  • Didi
    February 3, 2014 at 8:13 pm

    *Suspiro*
    E um abraço apertado.

    Reply
  • I.
    February 3, 2014 at 9:22 pm

    Querida N.,

    Há um ano eu passei exatamente pela mesma situação. Parecia estar lendo a minha história, tudo tão parecido! Era minha segunda gestação. Hoje estou com um recém-nascido em casa e tenho agora um casal, mas no meu coração eu sempre me sinto mãe de três. Nós demos um nome ao bebê que se foi, isso ajudou muito. Eu falo sempre com ele, peço para interceder por nós aqui…
    Não vou escrever toda a minha experiência aqui, mas se você quiser trocar alguma ideia, você tem meu e-mail no seu sistema, basta dar um alô. Me lembro que me confortava falar com pessoas que passaram pela mesma situação.
    Um abraço apertado,
    I.

    Reply
  • Priscila M.S.LIma
    February 4, 2014 at 3:02 pm

    Nesse momento tão doloroso, só tenho a dizer que sentimos muito e que desejamos que essa dor fique cada vez menor . Minha mãe está te mandando um abraço bem apertado. Bjs

    Reply
  • Ma
    February 4, 2014 at 5:08 pm

    Abraço apertado.

    Reply
  • Quelma Andrade
    February 4, 2014 at 5:49 pm

    Sinto muito, Nivea!

    Reply
  • Maria
    February 5, 2014 at 8:41 pm

    Certo Dia lí num blog um relato em q a autora q tentava a tantos tempo lamentava-se por nunca ter tido o prazer d se descobrir gestante mesmo q viesse a perder posteriormente!
    Ela queria ter todo o prazer q vc teve, se sentia menos mulher.
    Eu passei muito tempo pensando nessa dor.
    Vc descreve a sua de uma forma tão tocante.
    Vc gestou uma vez, sabe q é capaz, logo logo Deus seleciona um novo anjo pra te habitar, em grade, perfeitinho.
    Com o novo, seus anseios se renovarão.
    Tenha bom ânimo, a natureza é sábia ñ e?
    Então se recupere, dê um tempo e tente outras vezes.
    Vc verá q tudo o q as vezes parece difícil de entender e aceitar nos traz ñ só (um pq?) mas tbm um (para que?), e q os planos de Deus pra nossas vidas vem no melhor tempo.
    Fica bem, um abraço fraternal, vou orar por tí!
    Lamento muito.

    Reply
  • Manuela
    February 7, 2014 at 1:29 pm

    Muita luz e muito amor pra você Ni. E axé. Sempre.

    Reply

Leave a Reply