Pretensões e Desabafos

Amélia de folga

RTP0001805

Vira e mexe eu sinto muita saudades de quem eu era antes de ser mãe.

Eu era sozinha. Não desse jeito triste aí que você está pensando. Eu sempre fui uma pessoa que gosta de estar sozinha, ou melhor, que PRECISA, ficar sozinha de vez em quando. Desde criança. Apesar de ter uma irmã só 3 anos mais nova, minhas lembranças de brincadeiras são quase sempre eu e meus brinquedos.

Por um lado isso me trouxe dificuldades, trabalhar em equipe, por exemplo, para mim não é tarefa das mais fáceis. Eu prefiro que um projeto enorme seja colocado inteiramente sob minha responsabilidade, mesmo que isso signifique muito mais trabalho, do que que ter que trabalhar com os outros. Por outro, me trouxe também a vantagem de ser mais independente. Nunca deixei de viajar, de ir ao cinema, restaurantes ou a shows por falta de companhia. Aliás, acho muito normal fazer essas coisas sozinha.

Até o nascimento do E. eu conseguia balancear muito bem esses dois lados, o social e o solitário. Conseguia me dividir para ter tempo de sair com os amigos (o que eu também preciso, como toda pessoa normal), sair só eu e o marido e sair sozinha também.  Agora, entre tudo isso eu preciso encaixar a pessoa mais importante do mundo, aquela que precisa muito da minha atenção, do meu tempo. Por ele estar comigo o tempo inteiro (e olha que ele é bem independente, brinca sozinho, come sozinho, dorme sozinho) eu sinto uma necessidade ainda maior de me ver sozinha. Quando isso não acontece, eu fico bastante estressada, irritada e ansiosa.

I. me oferece ajuda infinita e quase sempre assume todas as tarefas com o E. quando chega em casa. Isso significa que eu consigo tempo para sair com as amigas toda semana se eu quiser, para ir a academia todos os dias, de novo se eu quiser e, de uns tempos para cá, para passar um ou dois dias completamente sozinha todos os meses (nem é sempre que eu preciso). Para que eu possa mesmo ficar completamente sozinha e deixar para trás todas as preocupações de mãe, dona-da-casa e esposa, ele reserva para mim uma ou duas noites num hotel. Um hotel aqui em Dublin mesmo, aliás, pertinho de casa, uma vez que eu não quero viajar eu só quero ficar sozinha.

Hoje por exemplo, é um desses dias. Vou deixar E. na creche logo cedo e de lá sigo direto para academia. Depois eu vou passear pelo centro com calma, dar um pulo na minha livraria favorita, almoçar (faço questão de que seja sozinha), talvez vá ao cinema se me der na cabeça. Logo mais faço check-in no hotel e aproveito a tarde para ler, para descansar, para tomar banho de banheira, para nadar ou fazer sauna e hidromassagem, enfim, fazer o que eu bem entender. Janto sozinha, no hotel ou em algum restaurante próximo, assisto um filme na TV, leio mais um pouco, durmo numa cama enorme e toda para mim, sem choro de bebê, sem hora para levantar.  Só volto para casa no dia seguinte, depois de um café-da-manhã com (quase) tudo o que eu gosto, de outra passadinha na academia para minha aula de zumba, depois de almoçar de novo sozinha. Só volto para casa para me arrumar e seguir para outro compromisso, dessa vez com as amigas, o que com certeza só termina domingo de manhã.

E assim eu fico pronta para começar tudo de novo, para me dividir em mil, para fazer tudo o que eu me proponho a fazer todos os dias, para ser mãe em tempo integral, mulher, dona-da-casa, para cuidar da minha família.

É como se fosse um retiro espiritual, é praticamente meu um ano na Índia. Só que a India é quase ali.

Ou quase isso.

N.

PS. Sem contar que semana que vem eu tiro férias do E., que vai passar uns dias com os avós em Killarney.

32 Comments

38 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
July 12, 2013
Next Post
July 12, 2013

32 Comments

  • klelia

    Oi N.

    q delicia! espero ter a sorte d um dia encontrar um marido como o I. e se Deus quiser ter um filho independente como o E.
    aproveite o seu “me time” (:

    k. x

  • Catherine

    Adorei! Já vai ser um pré-requisito para eu aceitar a proposta de casamento – se um dia ela vier! 🙂

  • Thaísy

    Bom encontro consigo mesma Ni!

    Você pratica o que Michael Foucault chama de ‘cuidado de si’ e de fato é maravilhoso ter esse cuidado!

    Ele diz que “Nunca é muito cedo ou muito tarde para cuidar de sua alma”…

    Continue cuidando da sua alma para assim cuidar do outro!!

    Um beijo!!

    • Nivea Sorensen

      Thaísy, sabe que eu até li Foucault na universidade, mas nada parecido! x

  • Didi

    *Suspiro*
    Que delícia!!!
    Aproveite e muito. Quem me dera ter assim, pelo menos, umas horas para mim. Engraçado que tava falando justamente isso esses dias: eu não tenho tempo para mim. Para fazer minhas coisas. Ler, ver um filme, nada, ficar no computador, qualquer coisa que me der na telha. É sempre ocupada com o trabalho, com o filho, com a casa, com o marido. Mas vai passar. No dia que Arthur crescer mais um pouco sei que ele vai conseguir me deixar umas horas em paz, que não sejam apenas minhas horas de sono.
    beijos

    • Nivea Sorensen

      Didi, imagino… Mas olha, o Arthur taí enorme, deixa ele com o pai ou com a sua mãe para você tirar pelo menos umas horas no final de semana, né?
      x

  • Luana

    Maravilhoso!!!!
    Sou mega adoradora do seu blog. Viajei a Irlanda ano passado
    em novembro de férias e fiquei no apto de um amigo.
    Só de chegar aí eu já sentia dentro do meu peito uma vontade grande de nao voltar mais.
    Aproveitei cada segundo e até hoje guardo as lembranças, o meu sonho? Ir morar em Dub e encontrar o amor da minha vida (assim como voce) e ele ser tudodebom.com como o seu marido.

    Parabéns, voce merece e o seu filhoooo OHH MY, é a criança mais lindaaa que eu já vi neste mundo.

    Beijos.

    • Nivea Sorensen

      Oh, que delícia de comentário, Luana. Tomara mesmo que você consiga.
      Um beijo

  • ka smith

    Muito bom!!!
    A gente merece!

    beijo

  • Manu Maia

    Que delícia, Nivea!!
    De vez em quando a gente precisa né… Eu tbm sou um tipo sozinha. No sentido que adoraria sair por aí com aquele grupinho, mas não sei, não consigo ligar com as pessoas. As vezes isso me incomoda, pq penso que seria melhor ser mais social, e ter mais gente com quem contar. Mas na maior parte do tempo, me viro bem sozinha. (excluindo a TPM, ou os momentos em que gostaria de fazer aquelas coisas de mulherzinha acompanhada, tipo cabelereiro)

    Curte teu tempo de folga!!
    Um beijo

    • Nivea Sorensen

      Obrigada, Manu. E desculpe os problemas para conseguir postar o comentário.
      x

  • Cassia

    Ola, vim te visitar e adorei o seu post, cada pessoa precisa do seu tempo sozinha, por que somos únicas e precisamos preservar o nosso EU e também presentar nos com um tempo só pra gente. Boa sexta e bom fim de semana…tchau tchau

  • Camila

    Muito legal!!

    É fundamental termos um tempo para nós, sem ninguém perto. Serve como válvula de escape, um dia sem se preocupar com nada. É super importante.

    Admiro muito o jeito como os irlandeses são.

  • Netania Gomes

    Que maravilha!
    Quando eu tiver o meu pequeno príncipe ou princesinha eu também vou exigir dias de folga assim!
    Todo mundo merece! rsrs
    Aproveita!

  • Andreza Hana

    Oie Nivea, nossa menina temos coisas em comum hehe. Eu tbm sempre gostei de fazer minhas atividades sozinha. Tbm tenho dificuldades em trabalhar em equipe e prefiro me lascar fazendo um trabalho sozinha a faze-lo em equipe porque nunca sai do jeito que eu quero. Gosto de ficar sozinha, ter tempo so pra mim, sair e ir ao cinema sozinha. Gosto de sair com as amigas, mas de vez em qdo. Depois que vim morar aqui fiquei ainda mais sozinha pq nao tenho amigas aqui, mas tbm nao e o fim do mundo pra mim ja que sou mto independente. Meu desespero qdo descobri que tava gravida foi pensar que eu nao teria mais as minhas horas completamente sozinha durante o dia e como meu marido vem de uma familia grande e cultura diferente onde todos os familiares sao feito chiclete (graças a Deus moram todos beeem longe kkkk) ele nao entende essa minha necessidade de solidao 😀
    Pois aproveita bastante menina pq esses momentos sao unicos e maravilhosos.

    bjiimm

  • Ana Jähne

    ai que coisa boa!
    tenho sentido falta de dias assim. de ter a casa só pra mim. de ter tempo só pra mim…
    promotora a idéia do hotel… facilmente adotável. no pior caso mando o marido pra lá e fico com meu apartamento só pra mim. =)

    • Nivea Sorensen

      Ana,
      Se não fosse pelo filho eu até preferia meu apartamento ao invés do hotel.
      x

  • Dayse Freitas

    Nívea!

    Essa prática do hotel me lembrou a Carrie, do Sex and the City, quando ela decide não vender o apto ao se casar e usa ele justamente nos momentos em que deseja ficar sozinha, escrever etc. ahahahahaha. Muito legal!

    Acho que é isso mesmo. O importante é fazer aquilo que te faz bem e se tens o apoio do marido, fica melhor ainda. Sao pequenas coisas que fazem a diferença. Parabéns.

    Bjos
    Dayse

  • Bruna Dalfré

    Acho que estou precisando disso!!=]
    Cansa neh?!Eu também gosto de ficar sozinha às vezes, faz bem, é bom, nos dá aquela força que necessitamos todos os dias!
    Afinal, cuidar de criança em tempo integral, não é nada fácil!
    Beijosss

  • Dai

    Adorei, adorei, adorei!
    Sou assim também, tenho necessidade de ficar sozinha, gosto da minha cia, não vejo problema em almoçar/jantar desacompanhada ou ir ao cinema, sentar em um café…

    Vou sugerir isso para o Vi – estamos morando juntos desde que retornamos de Dublin, até a hora de irmos para Dublin novamente – e tem dias em que preciso disso…

    Beijos!!! =)

  • Joana

    Nivea, como eu entendo. Ou melhor, eu não tenho filhos, mas entendo a parte de precisar de uma certa solidão. Eu também sou, sempre fui, assim. Adoro estar sozinha em casa, fazer o que me apetecer, comer o que me apetecer… é um dos grandes prazeres da vida.

    • Nivea Sorensen

      Joana, eu sou assim mesmo e as vezes é muito difícil ter companhia o tempo inteiro x

Leave a Reply

Related Posts