Menu
Pretensões e Desabafos

Para estar bem

Tenho conseguido evitar me entupir de junkie food. É um esforço diário já que eu como compulsivamente quando não estou muito bem. Se engordei nos primeiros dias da recaída da depressão, e claro que eu engordei (pedi pizza para comer sozinha pelo menos três vezes numa única semana), já consegui emagrecer, apesar de não ter ido ao Vigilantes do Peso na semana passada.

Fui ao médico mas não quis voltar a tomar antidepressivos. Ainda assim saí de lá com uma carta de referência para ver um psiquiatra (aqui na Irlanda só com uma carta do clinico geral para conseguir marcar uma consulta com especialista). Resolvemos esperar e ver se eu consigo reagir “sozinha”.

Troquei a zumba (tinha comprado um curso de 6 semanas mas nem cheguei a começar) pela hidroginástica. Não deve queimar o mesmo número de calorias, mas é o que eu posso fazer agora.

Tenho feito alguma forma de atividade física (caminhada, natação, bicicleta) diariamente, mesmo que só por 30 minutos.

Tenho ido à terapia, semanalmente, sem falta.

Vou semanalmente também à fisioterapia e faço os exercícios recomendados três vezes ao dia.

Tenho consulta marcada com um especialista em coluna essa semana. Fui diagnosticada com espondilolistese, um deslize de vértebra que tem causado a inflamação de um nervo e o deslocamento de um disco (daí as dores). Só o médico pode dizer se a fisioterapia vai ser suficiente para aliviar meus sintomas ou se vou precisar de cirurgia.

Tenho tomado remédios para aliviar a dor e conseguir dormir pelo menos um pouco (nos intervalos em que E. não acorda; ele que conntinua chorando e resmungando a noite toda).

Enfim, tenho tentado de tudo e feito de tudo um pouco para ficar bem.

Quase sempre tem funcionado.

N.

PS. E você, tem feito o quê para ficar bem? Me conta?

About Author

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

34 Comments

  • Thais
    February 26, 2013 at 1:06 pm

    Oi Nivea,
    Aos 18 (hoje tenho 23) fui diagnosticada com escoliose, minha coluna era exatamente um S, sendo que da cinura pra baixo além de tortas estavam torcidas, a dor era terrível!
    Fiz fisioterapia e o médico liberou. só que agora voltaram as dores e vou pro pilates. Resolvi que este ano eu vou me cuidar, além da coluna quero dar um jeito nas crises de ansiedade e parar de ser junkie: comer mal, dormir pouco, beber (não que eu beba muito, mas as pequenas doses também são maléficas) e etc. Resolvi também que vou mudar de país , de emprego e de vida.

    Torço para que você, assim como eu, não precise de cirurgia!

    Um grande abraço! 😀

    obs: admiro muito sua força de vontade, muito mesmo!

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 10:27 pm

      Thais, assim que eu voltar do Brasil eu começo o pilates.
      Obrigada pelo carinho e boa sorta para você nas suas resoluções.
      x

      Reply
  • Ursula
    February 26, 2013 at 2:26 pm

    Eu tenho orado. Por mim, por ti e por todos que sofrem com a depressao cronica e todas as suas consequencias! Fica bem! Vc esta chegando! Beijos!

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 10:28 pm

      Obrigada, amiga. Você anda tão sumida, penso sempre em você com carinho.
      x

      Reply
  • Juliana
    February 26, 2013 at 2:51 pm

    Ni, fico feliz com sua melhora. Um dia de cada vez e vc chega lá.
    beijos

    Reply
  • Ana Carolina
    February 26, 2013 at 2:54 pm

    Oi Nívea, vim pra desejar boa sorte e pensamentos positivos pra você! Fui diagnosticada com depressão e síndrome do pânico aos 16 anos, mas graças a deus consegui vencer sozinha, comecei a tomar remédios para depressão 3 x nos últimos anos, da ultima vez tomei 1 mês apenas (eu me sentia uma alface, parecia um zumbi) e desisti, resolvi dar a volta por cima sozinha, e te digo uma coisa: força de vontade é tudo! Não é fácil, mas pra eu ficar bem eu não fico em casa, criei essa estratégia, começo a ficar desanimada, coloco um calçado e saio, quase fiquei louca quando meu filho nasceu e eu não podia sair, pois me acostumei caminhar todos os dias, essa era a minha terapia, agora que ele ja tem 2 meses eu saio com ele, coloco no canguru e vamos caminhar juntos hehe, posso dizer que me ajuda MUITO, eu também quando fico mal desconto na comida, por isso cheguei a engordar 17 kg (sem estar grávida, na gravidez ganhei 12 apenas) consegui perder 13 desses 17… o que eu faço para amenizar isso é COZINHAR, isso mesmo, mas cozinhar coisas saudáveis, invento um arroz integral colorido, um frango no forno, assim me distraio um pouco e não como coisas ruins… outra dica é NÃO TER comida calórica em casa, chocolate, bolacha, salgadinho e refrigerante passam longe! se me da vontade louca de comer eu me ataco nas frutas!!

    É uma dica, estou torcendo por você, beijos!!

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 10:34 pm

      Obrigada, Ana Carolina. Essas coisas me ajudam também, sai bastante na semana que terminou com medo de ficar por aqui e não ficar bem.
      Um beijo grande

      Reply
  • Bethania
    February 26, 2013 at 3:26 pm

    Nivea, bem cedo (aos 14) fui diagnosticada com depressao (leve) e disturbio de ansiedade. Fiz muita terapia e nunca efetivamente “cai no poco” mas a parte mais dificil de todas, ainda hoje aos 32 anos e dificil, e aceitar que preciso de um comprimido diariamente para garantir meu bem-estar. Ruim se sentir dependente ou fraca. A verdade e’ que precisei e ainda preciso aceitar que nao sou fraca e muito menos uma pessoa triste, mas que tenho um desequilibrio quimico e preciso desse remedio para mante-lo no devido lugar. Fico sempre muito sensibilizada quando leio seus depoimentos pq sei exatamente da sua dor e do quao forte vc tem sido. Quando se tem diabetes, alzheimer ou qualquer outra doenca que seja necessario o uso de remedio, pelo menos a doenCa ta ali, visivel. Doencas psicologicas/ psiquiatricas sao subjetivas, temos a tendencia a acreditar que realmente somos fracos. Mas ja internalizei de que preciso do remedio e pronto, que nao e’ o fim do mundo e que pelo meu bem estar mental e o de todos a minha volta, e’ melhor que eu siga com ele. Pense bem e repense sobre os remedios x bem estar. Seria otimo me ver livre pra sempre mas o preco e’ alto… entao tomo junto com o anticoncepcional e simplesmente nao penso.

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 10:37 pm

      Bethania,
      Eu tomo remédios desde os 20 anos e já me acostumei também com a idéia de que mais cedo ou mais tarde vou passar a tomá-los para o resto da vida. Não vejo nenhum problema em aceitar a medicação e para ser bem sincera, não tenho nenhum problema colateral com o anti-depressivo que eu tomei nas últimas crises. Problema é que eu pretendia engravidar e se voltar a tomar os remédios vou ter que procurar outro que possibilite uma gravidez (e lidar com todo o problema de adaptação) ou esperar mais de um ano.
      Obrigada por ter me contado.
      x

      Reply
  • Vanessa
    February 26, 2013 at 3:51 pm

    Que legal tantas dicas boas!
    Descobri ano passado que tenho duas hérnias de disco, uma comprimindo a medula. Quando as crises de dor aparecem, a dor se torna absurda. Só passa um pouquinho (inho) quando deito. Porém, trabalhar sentada 8h por dia, me ajudam somente a ter mais e mais dor. Desde que foi diagnosticado, faço pilates 1x por semana. O ideal seriam mais vezes, mas a grana ainda não permite.
    Te garanto que o pilates me ajudou/ ajuda muito. Mesmo nas piores crises, é nele que consigo “relaxar” a dor…

    Também admiro muito o modo como você encara tudo. Não esconde e não tem vergonha (nem deveria).
    E não canso de dizer, teu filho é lindo. O meu também hehehe

    beijo do sul!

    Reply
  • ernani
    February 26, 2013 at 3:56 pm

    Tenho tentado entender que preciso ver os meus queridos bem, pra estar bem. Não porque alguém disse que isso é bom, mas porque aprendi na prática que é. Um trabalha pelo outro e todo mundo ganha. Se precisar de qualquer coisa, tem um amigo aqui. Em breve vou te levar um abraço de presente. bjos

    Reply
  • Ivna
    February 26, 2013 at 5:05 pm

    Oi, so passando rapidinho pra te dar uma forca e dizer que tente se manter firme dispensando os anti-depressivos, mas claro, se der. Minha experiencia com eles nao foi das melhores, e hoje eu gostaria de nao ter ido por esse caminho. Claro que cada pessoa eh de um jeito, mas se essa eh sua decisao acho fantastica. De resto, ficou feliz com teu esforco e suas acoes positivas. Cada uma delas vale a pena. Um beijao!

    Reply
  • Dayse Freitas
    February 26, 2013 at 6:58 pm

    Oi Nívea!

    Já disse outro dia que descobri esse cantinho por meio do MMQD e desde então sempre passo por aqui para saber como anda esta linda família em Dublin. Moro em Berlim há 3 anos e meio com meu namorado-maridinho e durante pelo menos 2 anos estava completamente fixada em fazer carreira na Alemanha achando que os outros sonhos como maternidade e casamento tinham sim que “esperar” enquanto tudo não estivesse como eu queria planejar. Há um ano tive crises de pânico e através de uma maravilhosa terapia de comportamento percebi que a auto-pressão e o perfeccionismo com que eu estava tentando levar a vida só haviam contribuído para me levar aquele nível de estresse. Com o passar dos meses, os terríveis sintomas da crise foram amenizados e eu fui entendendo o que realmente queria e era importante naquele momento. Atividades físicas sem pressão, yoga, meditacão e muito, muito amor me ajudaram a superar muita coisa do ano passado pra cá. Aprendi a lidar com meus medos e ansiedade (ainda estou aprendendo até agora) e que não sou o ser imbatível que pensava ser antes de passar por isso.
    Este ano irei realizar o maior sonho de todos: o da maternidade (meu bebê nasce em julho) e descobri realmente o que é prioridade neste momento para mim. Enfim, muito feliz e com a certeza de que estou mais forte e madura do que nunca para iniciar esta nova fase: a de mãe e esposa.

    Um beijo grande no coração de alguém que já te admira muito tb!

    Dayse

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 10:40 pm

      Dayse,
      Que delícia ler seu comentário. Desejo de coração que seu bebe chegue cheio de saude.
      Muitos beijos

      Reply
  • Priscilla
    February 26, 2013 at 7:16 pm

    Oi, Nivea
    Assim como vc e várias das suas leitoras, pelo jeito, eu também sofri com a depressão (3x) e síndrome do pânico. Só saía de casa para ir para o trabalho e mais nada. Bom, só posso dizer que vc realmente não está sozinha nessa luta. Da última vez que tive um episódio depressivo, tomei medicamento por meses e fiz a terapia CBT, que realmente fez toda a diferença e foi um marco na minha vida no combate a síndrome do pânico. Sei que não estou livre de ter recaídas novamente no futuro, mas assim como vc, tento fazer pequenas coisas diariamente que me fazem bem e é assim mesmo, um dia de cada vez. Agora mesmo, me sinto muito bem e estamos tentando engravidar do nosso primeiro bebê. Depressão e ansiedade são problemas tão comuns, mas que as pessoas ainda tem vergonha de falar. Que bom que vc não 🙂
    Tudo vai ficar bem, querida, isso é fato.
    Que Deus te traga de volta o bem estar e até esse dia chegar, estaremos aqui te fazendo companhia.
    Super beijo

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 10:41 pm

      Priscilla,
      Obrigada. Eu não esperava que tanta gente viesse dividir suas experiências aqui comigo. Muito bom não me ver tão sozinha.
      Um beijo grande

      Reply
  • lorena
    February 26, 2013 at 10:09 pm

    Olha, eu tambem ja tratei depressao e uma crise de anseidade, mas Graças a Deus e por hoje, posso dizer que ando numa fase boa.
    Mas, sempre de olho. Sempre vigilante!!!!
    Beijos e ta vendo como tudo ta se ajeitando?

    Reply
  • Marianna
    February 27, 2013 at 10:15 am

    Kibon Nivea!
    Isso ai, devagar e sempre, so nao vale parar 🙂
    Não tente ser mais forte que a dor…

    Um beijo,
    Mari da Alemanha

    Reply
  • cirlei
    February 27, 2013 at 10:29 am

    Engraçado.Muitas coisas que vc escreveu eu também faço! Exemplo? Pedir uma pizza só pra mim.Fazer fisioterapia,acupuntura,drenagem linfática,massagens,terapias tudo duas vêzes por semana! procuro me alimentar melhor. Evitar doces,massas,refrigerantes.Comer carne vermelha duas vêzes por semana. Resultado:emagreci um mísero quilinho em 21 dias! Mas continuo tentando! Um beijo. Inté!

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 10:43 pm

      Oi Cirlei. Obrigada pelo comentário e beijo para ti.

      Reply
  • Ana Paula
    February 27, 2013 at 11:42 am

    Que bom que você está melhorando, força aí!
    X

    Reply
  • Laís
    February 27, 2013 at 7:57 pm

    Fico feliz que você esteja melhor! Beijo

    Reply
  • Angela Oliveira
    February 28, 2013 at 2:09 am

    Oi Nivs querida!
    As coisas tem que ser feitas mesmo com calma e paciência e tudo vai ficar bem.
    Estou fazendo uma coisa muito diferente: esgrima! Estou sofrendo muito para aprender todas as posições e o corpo está resmungando.
    Mas também estou indo no meu ritmo e tentando aprender como posso.
    Beijos grandes. Tudo de bom para você.

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 8:52 pm

      Que delícia, Angela. Boa sorte para você, é um esporte tão bonito.
      x

      Reply
  • Lili
    March 2, 2013 at 11:43 pm

    Hello,

    Meu ex-namorado tinha um problema similar e comecou dormir na cama sem colchao ou no chao com apenas blankets/duvets, ele dizia que assim dormia melhor, mas na sei se no seu caso serviria.

    Melhoras para voce, mas tambem quando eu sinto terrivel, agora eu penso ok, vou deixar estar, vou me permitir estar triste e ter pensamentos escuros mas eu sei que vai passar, algum dia passa e assim posso estar mas serena, nem sempre funciona mas acho que e importante se dar chance para nao ser perfeitos. Mas cada um reage de forma diferente, eu acho.

    Reply
    • Nivea Sorensen
      March 4, 2013 at 8:45 pm

      Obrigada, Lili. Acho que meu caso é diferente pois a fisio indicou inclusive um colchão mais duro.
      x

      Reply

Leave a Reply