Meu babóg Pretensões e Desabafos

Aquele ingrato

Sinal de ingratidão número um: E. foi para a creche na sexta-feira pela primeira vez. Ao me despedir dele a cuidadora sugeriu distraí-lo para que ele não me visse sair. Eu não quis que fosse assim, falei tchau e expliquei que voltaria para buscá-lo em breve. Está se perguntando se ele chorou? Não, ao me ver na porta ele acenou tchau com a mãozinha e ainda por cima bateu palmas. Diz se não é um ingrato? A gerente da creche disse que sim, que ele era um ingrato (na verdade ela disse que ele era bem sociável, mas no fundo, no fundo, ela quis dizer que ele foi ingrato, que não me ama e que ela nunca na carreira dela viu nada parecido).

Sinal de ingratidão número dois: ninguém me ligou da creche para ir buscá-lo antes do horário, no que era para ser só o dia de adaptação. Ou seja, E. não sentiu minha falta, não chorou, não fez manha, não estranhou nada. Um bebê que passa praticamente todas as horas do dia só comigo, desde que nasceu, não estranhou o fato de eu não estar por perto. As cuidadoras disseram que ele realmente não me dá a menor bola (na verdade elas disseram que ele é bastante independente, mas eu percebi bem o desdém no tom de voz delas).

Sinal de ingratidão número três: fomos buscá-lo às 18h. Eu e o pai. Adivinha para o colo de quem ele correu? Pois é. Vergonha total na frente das funcionárias que devem achar que eu sou a pior mãe do mundo. Sim, era isso que elas queriam dizer na verdade ao falar que meu filho é bem apegado ao pai.

Sinal de ingratidão número quatro: ao sair da creche dei para ele de presente um macaco de pelúcia que ganhou o abraço mais apertado do mundo , e de quem ele não largou um só minuto, nem para ir dormir (e de quem ele não larga mais).

Até o macaco ganhou mais carinho do que a mãe aqui, essa só ganhou indiferença.

Mereço isso?

N.

PS. O macaco ainda atende pelo nome de macaco porque ainda não ganhou um nome próprio.  Aceitamos sugestões (mas tem que ser um nome curto e em português).

32 Comments

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
June 5, 2012
Next Post
June 5, 2012

32 Comments

  • Ingrid Gomes

    HAHAHHAHA não, essa ganhou a paz que estava procurando, agora deixa de mimimimi porque vc viu bem oque aconteceu quando fez mimimi de “E.dorme demais!” , nesse universo materno a gente tem que ficar esperta! =)

    AAAAAAAAAAAAMEI a carinha dele abraçando o macaco, parece o Pok com a Molly!

    Beijão

    • Nivea Sorensen

      Ih, Ingrid… acredito em inveja, não! Se bater aqui, volta. haha
      Beijos

  • Dani Cassar

    Haha, bem vinda ao clube dos filhos ingratos…kkk
    Bellinha ainda nao foi p/ escolinha, mas so vir Qualquer pessoa aqui emc asa e dizer : -Vamos comigo?, que ela da tchau e tenta abrir a porta…rsrs

    Que amor essas fotos com o macaco…o nome que eu sugiro, ja que minha imaginacao e nota zero, seria Caco…=)
    Bjs em vcs

    • Nivea Sorensen

      Dani,
      Pensei em Caco, mas Caco já é o nome do crocodilo do livro que ele adora.
      x

  • ka smith

    Amiga, o mesmo aqui.
    Chloe deu tchau e foi feliz, mas muito melhor assim, imagina se ele ficasse chorando, não é mesmo?
    Aposto que vc está contando os dias para sexta-feira free de novo! hahahah e ele também….hahahah

    O problema é que ele sabe que VOCÊ vai estar sempre ali, esperando por ele, é muita segurança…sabe assim?

    O nome do macaco deveria ser “Pedro” pra ele aprender a pronunciar o “R” adequadamente!

  • grace

    HIhihihihihihihi…. é assim mesmo, sensação de derrota total!! mas no fundinho ficamos orgulhosas deles!! nome eu nem palpito pq em casa é um desastre isso… até chupeta tem nome de bubu…ahahahahaha…
    um xêro nesse cabelinho de fogo!

  • Priscila Santos

    É assim mesmo….não fique preocuoada no fundo ele te ama……rsrsrs
    em relação ao nome: Nico……é uma graça
    beijos

  • Daniela

    hahahahaahaha adorei!

    adorei!

    que ótimo, fico feliz por vc, Nívea.

    paz e tranquilidade na hora de deixá-lo na escolinha, isso é impagável.

    não comentei o teu comentário, concordo com o que vc disse: só nós cuidaremos dos nossos filhos como achamos devido. Só nós teremos a paciência necessária com eles; só nós vamos amá-los assim… e entre a escolinha e a babá, posso te dizer? tô bem tranquila com a escolinha agora, já que passei por uma experiência complicada com a babá, senti na pele o que é depender de alguém (por melhor que seja a pessoa, depender de outro é estar vulnerável sempre).

    Beijos grandes!

  • Flávia Campos

    Ai como fiquei feliz e tranquila quando no lugar das lágrimas, minha Malu (1a e 7m) passou a a sorrir e acenar ao se despedir de mim para mais um dia na escolinha… Depois de 3 longos meses de choro de um lado e do outro. Hoje, às vezes a pressa de ir logo brincar, nem permite um tchauzinho… Mas assim é bem melhor!

    Quanto ao nome, temos um primata querido a quem chamamos “Paul Macaco”, em homenagem aos Beatles, hehe. Se quiser copiar!

    Bjo!

    • Nivea Sorensen

      Também pensei em Paul (pela mesma razão), ou Macca, mas queria que fosse em português.
      Beijos

  • Carla

    Oi Nívea!

    Que gracinha! Mas olha, espera até o segundo dia de creche para confirmar se ele é mesmo ingrato. No playgroup onde trabalhava, para muitas crianças o pior dia mesmo era a partir do segundo, porque no primeiro tudo é novidade e eles se distraem mais fácil. No segundo, eles já sabem o que vai rolar, que vão passar algumas horas longe dos pais, e é aí que a ficha cai e começa o chororô. Mas claro, também tem as raridades que ficam de boa desde sempre, e deve ser o caso dele, né?
    Beijos!

    • Nivea Sorensen

      Será, Carla? Vou ver nessa sexta-feira agora (ele vai uma vez só na semana).
      Beijos

  • Elo

    rsrs..mas que coisa hein!! ingrato e terminou o dia agarrado ao macaquinho…lindo demais o seu bebê, parabéns!!

    ps. uns dizem que os meninos são mais apegados as mães, mas pelo jeito vc esta vivendo o contrário..de qualquer forma, esta sendo uma nova fase para vocês..boa sorte.

  • Ananda Etges

    Adorei, Nivea! Hehehe!
    Que graça!

    Mas olha só… aposto que ele só se faz de difícil contigo! No fundo tu é a preferida!

    Beijos, Ananda.

  • Beta

    Nivea, é normalissimo. Nos primeiros dias de creche o Felipe simplesmente me ignorava… Doía… Aih elas me disseram que era normal, que ele estava me fazendo “pagar” pelo abandono… Eeheheeh!

  • Didi

    Juro que chega a ser engraçado este post. Mas eu simplesmente adoro me despedir diariamente do Arthur e ver que ele dá as coisas e vai embora numa boa. Passamos uns dias com ele em crise recentemente – e olha que ele fica na casa da avó – chorando, esperneando e não querendo de jeito nenhum ficar e eu tendo que sair escondida como sempre julguei errado e jurei que não faria. Pois é, a gente tem nossos eu nunca… que temos que contradizer na maternidade, mas enfim, coisas da vida.

    Agora, que coisa mais linda ele com esse macaco! Fiquei com vontade de apertar os dois bem juntinhos.

    Ps- a gente ama a independência deles, mas dá uma dor no coração, né?

    • Nivea Sorensen

      Escrevi brincando, Didi. Eu também fico feliz dele estar bem longe de mim.
      Beijos

  • Cintia

    Erik ja esta um rapaz! Meu Deus… Sofia eh do mesmo jeito. A childminder abre a porta quando eu chego pra busca-la e ela chora. Haha.

  • Celi

    Ahhh Nivea dá um abraço aqui…
    Agora isso não tem preço, nada de ingratidão… apenas pense que ficou bem e isso deve a vocês pais que passaram segurança para ele. Muito bom!
    Fiquei feliz que deu tudo certo!
    Beijos, beijos

  • Luciana.s

    Ownnn, que delícinha ele e o macaco!
    Até esqueci o desprezo!!
    Coloca uns nomes antigos, como Tunico! Curto vale Rui (ele vai dizer Ui, UI!!!) Kiko, Zé!!!
    Bjo

  • Ms Cherry

    Se eu te contar que eu tinha um macaco chamado frango? Hahahaha

    A Gabriela, minha afilhada, também era ingrata, mto ingrata, ingratíssima! Hoje quando me vê na porta da sala de aula, conta pra todo mundo “tchau, minha dindinha, veio me buscar!!!!”

    Gostei do nome Pedro que foi falado ai em cima.

Leave a Reply

Related Posts