Gravidez Pretensões e Desabafos

36 Semanas e Um Dia a Menos

A novidade é que parei de contar quantos dias faltam para a minha data estimada de parto.  Na verdade, nem penso mais nisso. Vamos combinar que não é a coisa mais saudável de se fazer, não é? Grávidas de plantão sigam meu bom exemplo de mulher calma e ponderada.

Para quem está se perguntando o porquê do “um dia a menos” do título, eu explico: um dia a menos para a minha licença maternidade começar, isso sim. É isso que eu conto agora. Troquei uma obsessão pela outra. Quando essa terminar eu volto a anterior.

Depois de vários dias em casa por conta da gripe, não foi fácil retornar ao escritório ontem. Percebi que não havia ficado entendiada e que se já estivesse de licença não seria nada ruim. Onde eu estava com a cabeça quando achei que aguentaria trabalhar até o final da gravidez eu não sei. Fato é que há quatro semanas do final (hopefully) eu começo a sentir o peso da barriga.

Literalmente, é o físico que mais pesa. Estou me sentindo enorme, dormindo mal e consequentemente muito cansada. Além disso, dores fortes têm feito com que eu ande com dificuldades. Com o início do verão europeu se aproximando qualquer dia eu vou acabar sendo seguida por uma daquelas filas de patinhos, achando que eu sou a pata mãe. Estou com vergonha de andar desse jeito, mas realmente não consigo evitar.

O outro lado também pesa. Já não quero mais trabalhar. O aluno nigeriano não conseguiu o visto? O paquistanês não sabe que curso escolher? I don’t care! Eu vou ter um bebê e não consigo pensar em outra coisa, com o perdão do egoísmo. De repente todo o resto perdeu a importância. Eu quero mesmo é ficar em casa, cheirando um pacote fechado de fraldas.

Aí todo o dia quando eu acordo eu penso, um dia a menos, um dia a menos. Um dias a menos para mim virou lema, como o “só por hoje” do AA.

Então hoje, mais do que celebrar as minhas 36 semanas (e a brava resistência do meu umbigo), eu celebro 7 dias.

Faltam 7 dias.

N.

 

12 Comments

39 anos; brasileira que mora na Irlanda; mãe de um filhote de irlandês do cabelo vermelho e muito fogo na bunda, de uma pimentinha de olhos grandes e curiosos e de uma caçulinha que é só sorrisos.

Previous Post
March 23, 2011
Next Post
March 23, 2011

12 Comments

  • Ms. Cherry

    Sabe que eu to doida pra ver a carinha do babog. Super curiosa! Minha mae, gravida de gemeos, trabalhou ate o final de semana antes do parto. Isso porque ela nao queria deixar mta coisa acumulada! Pode?

    • nivea

      Ms. Cherry,
      Vai lá agora e dá um beijo na sua mãe por mim. Diz que eu virei fã dela.
      Bjs

  • Ananda Etges

    Ahh Nivea! Adorei o post!

    Tbm estou super pata. Não consigo mais andar direito (tanto que caí semana passada, como tu já sabe).

    Mas a melhor parte é: “Eu quero mesmo é ficar em casa, cheirando um pacote fechado de fraldas.”

    SUPER APOIADO!

    Beijos, Ananda.

    http://projetodemae.wordpress.com/

    • nivea

      Não é, Ananda? A gente devia ter o direito de ficar em casa cheirando as roupas do bebe antes deles nascerem!
      Bjs

  • Luciana

    Oi Nivea,

    eu tbem tinha planejado trabahar ate o fim, ainda mais q posso trabalhar de casa… mas nao rola! La pras 36 semanas eu ja tava com o saco na lua, a minha sorte foi q meu medico gente boa me deu atestado e eu parei de trabalhar na semana 38 (chickpea nasceu com 40 semanas e 3 dias), foi otimo pra dormir mais, descansar mesmo, ja q as noites eram insones, arrumar minha casa o maximo q a barriga permitia, abastecer a casa pros primeiros dias com compras de supermercado e pratos congelados (recomendadissimo), enfim, curtir os ultimos dias sem bebe na area.

    Beijos!

    • nivea

      Oi Luciana,
      Eu tb pretendo fazer tudo isso quando entrar de licença tb na semana 38.
      Um beijo,

  • Adalgisa

    Oi Nivea, que bom que vc está tranquila nesse final de gravidez. Queria te dizer que andar igual pata (hehehe…) é normal e fisiológico. Isso acontece porque o centro de gravidade de seu corpo gravidíssimo mudou e seu organismo começa a compensar isso alterando a forma de andar pra manter o equilíbrio e vc não cair (nossa, acho que agora baixou o espírito de fisioterapeuta…kkk). Se cuida. Bjinho

    • nivea

      Oi Adalgisa,
      Adorei a explicação de fisioterapeuta!
      Um beijo

  • Karina M.

    Ní,

    Eu te entendo! E olha que estou entrando na 29 semana.
    O cansaço parece que toma conta da gente e até falar fica difícil.
    Mas tenha só mais um pouquinho de paciência que já já vc vai estar em casa com o seu babog.
    Ontem o meu bebê resolveu se encolher todo na parte de cima da minha barriga e eu quase morri de tanta falta de ar. Ai, junta com o fato de não dormir bem por não achar uma posição e o meu humor está péssimo. Não tenho vontade nem de piscar.rsrsrs
    Beijocas de barriga pra barriga

    • nivea

      Ka,
      Tenho medo de dizer pra vc o quanto piora nessas ultimas semanas e te desanimar.
      Um beijo na barriga tb.

  • Mi

    deve ser duro trabalhar ate o final da gravidez mesmo! como vc falou, alem do físico, acho que nao teria paciencia e cabeça pra resolver outros problemas. Aqui a grávida é proibida de trabalhar 6 semanas antes da data prevista do parto 😉 acho que tem um bom motivo pra isso. bjs e que essa semana passe rapidinho!

    • nivea

      Eu já tinha ouvido falar em países onde existe a obrigatoriedade de se iniciar a licença assim bem antes. Achei um absurdo sem tamanho. Paguei a lingua.
      Bjs

Leave a Reply to nivea